OPORTUNIDADE

Universidade latino-americana oferece bolsas gratuitas para Engenharia de Software; saiba como se candidatar

Publicado em: 20/01/2023 17:30

No total, 60 jovens foram selecionados e receberão bolsas integrais para a realização do curso (Sandy James/DP Foto)
No total, 60 jovens foram selecionados e receberão bolsas integrais para a realização do curso (Sandy James/DP Foto)
A universidade latino-americana recém-chegada ao Brasil, Jala University realizou nesta sexta-feira (20), no Recife, uma recepção para os alunos e familiares de sua primeira turma do curso de Engenharia de Software. Com o objetivo de inovar e capacitar jovens adultos no ramo da tecnologia, o centro universitário de modelo híbrido, que possui sede na capital pernambucana, tem o propósito de impulsionar a indústria de software. 

“Essa graduação é baseada num currículo e projeto pedagógico pensado e construído por quem faz acontecer nesse mercado, atuando com serviços nas áreas de Desenvolvimento de Software, Automação, Manual Testing e Devops. Isso garante ao nosso estudante o contato com os conteúdos mais atualizados em tecnologias e com problemas e desafios reais do mundo do trabalho”, afirmou Tatiana Andrade, gerente nacional da Jala University.

No total, 60 jovens foram selecionados e receberão bolsas integrais para a realização do curso: 40 de Pernambuco, 17 de São Paulo, 2 do Rio de Janeiro e 1 da Bahia. Os estudantes, que após a formação terão contratação garantida,  deverão atuar como engenheiros de software da Jalasoft ou de empresas de pesquisa e desenvolvimento parceiras, recebendo remuneração em dólar, também contarão com aulas de inglês e um estágio garantido na área da indústria. 

O pernambucano Felipe Alves, de 25 anos, foi um dos selecionados e destaca a importância de fazer de um projeto inovador no país. “Eu conheci a proposta através de uns colegas e no começo achei meio impossível de fazer parte de algo tão grandioso assim e a ficha caiu quando passei pelo processo seletivo, cheguei aqui e vi tudo isso. Posso garantir que a Jala é diferente e estou muito animado”, destaca o estudante. 

Para garantir o bom posicionamento dos alunos no setor, a Jala investe na graduação em modelo híbrido, com professores acadêmicos e da indústria que estão inseridos no processo de ensino desde a primeira disciplina até a graduação. Outro diferencial está na carga horária do curso, que é de 7.260 horas, cerca do dobro da média brasileira.

“Quero levar para estes jovens a oportunidade de estudar, trabalhar conosco. Trocar informações com esses estudantes e ver o que eles precisam e também o que as indústrias buscam para manter esse diálogo e focar na capacitação”, destaca Jorge López, Presidente e Fundador do Jala Group. 

No total a universidade, que já conta com uma base nos Estados Unidos e vivencia um momento de expansão para a Bolívia, Brasil, México e Colômbia, realizará um aporte de US$ 10 milhões de dólares nos países da América Latina durante os próximos quatro anos.

Para o próximo semestre, a universidade disponibilizará novas 60 bolsas de estudo. As vagas estão disponíveis para estudantes com idades entre 17 e 24 anos, ou menores de 17 anos, mas que estejam cursando o último ano do Ensino Médio. Quem se interessar poderá se candidatar por meio do site: https://jala.university/pt/admissao2023/.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.