BRASÍLIA

Moraes sinaliza a Ibaneis e Torres e libera acesso aos autos do inquérito

Publicado em: 19/01/2023 16:36

Liberação vem sendo condicionante de Anderson Torres para se pronunciar em depoimento à PF. Ex-secretário de Segurança Pública do DF permaneceu em silêncio na quarta-feira (18) em sua primeira oitiva (Crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
Liberação vem sendo condicionante de Anderson Torres para se pronunciar em depoimento à PF. Ex-secretário de Segurança Pública do DF permaneceu em silêncio na quarta-feira (18) em sua primeira oitiva (Crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
Em manifestação no inquérito de autoria do Ministério Público Federal (MPF) em razão dos atos terroristas do 8 de janeiro, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), classifica a investigação contra Ibaneis Rocha (MDB-DF) e Anderson Torres como pública e determina que as defesas de ambos tenham acesso aos autos.

A liberação vem sendo condicionante de Anderson Torres para se pronunciar em depoimento à Polícia Federal (PF) — o ex-secretário de Segurança Pública do DF ficou em silêncio na quarta-feira (18) em sua primeira oitiva à PF. “O presente inquérito é público, tendo o requerente e seus advogados total acesso ao seu conteúdo”, disse o magistrado em ambas os pedidos.

As peças enviadas pelas defesas de Ibaneis Rocha e Anderson Torres requerem “a juntada de instrumento de procuração aos autos do novo inquérito instaurado, bem como o acesso ao referido feito e a indicação de seu número de autuação, exatamente para que estes signatários, à luz do que preleciona a Súmula Vinculante nº 14 e dispõe o artigo 7º, inciso XIV, da Lei nº 8.906/94, possam obter acesso aos autos do procedimento investigatório”.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.