CRISE

Ações das Americanas caem mais de 20% após pedido de recuperação judicial

Publicado em: 19/01/2023 15:44

Papéis voltaram a ser negociados na Bolsa de Valores, após a empresa entrar com pedido de recuperação judicial
 (Crédito: Divulgação)
Papéis voltaram a ser negociados na Bolsa de Valores, após a empresa entrar com pedido de recuperação judicial (Crédito: Divulgação)
Após as negociações ficarem suspensas temporariamente nesta quinta-feira (19), as ações das Americanas (AMER3) voltaram a abrir em queda extrema de 26,43%, às 14h38, no horário de Brasília, na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). A suspensão havia ocorrido logo após a empresa entrar com pedido de recuperação judicial, por conta de dívidas que somam R$ 43 bilhões e envolvem credores financeiros, trabalhistas e fornecedores.

O caso da varejista, que é o quarto maior já registrado na história do país — atrás de Odebrecht (R$ 80 bilhões), Oi (R$ 65 bilhões) e Samarco (R$ 65 bilhões) —, será analisado pela 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro e a empresa terá o prazo máximo de 60 dias para apresentar a primeira versão de seu plano de reestruturação.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.