SENADO

'Experiência não falta, por isso coloco meu nome', diz André de Paula (PSD) sobre o Senado

Publicado em: 25/01/2022 16:24 | Atualizado em: 25/01/2022 17:50

 (Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados)
Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados
Em entrevista concedida ao programa Manhã na Clube, com o jornalista Rhaldney Santos, o deputado federal André de Paula (PSD-PE) comentou o cenário político neste ano eleitoral, com a atenção especialmente voltada aos acontecimentos políticos de Pernambuco. Questionado sobre a disputa na Frente Popular ao Senado Federal, o deputado, que é cotado ao cargo, defendeu sua própria indicação para a vaga.

O argumento de André de Paula é que o Senado é “a casa da experiência”, onde normalmente chegam políticos tanto mais velhos - visto que a idade mínima é de 35 anos - quanto com mais bagagem de carreira: ex-ministros, ex-governadores, “políticos tarimbados”, como ele mesmo definiu, em razão da função da casa e do que é discutido nela, com pessoas que representam não somente os desejos da população, mas os interesses de seus estados como um todo. 

“Deliberações importantes como empréstimo internacional, ministro do supremo, embaixador, essas coisas passam pelo Senado, que é uma casa revisora. Exigem do Senado uma maturidade”, disse o deputado. Assim, André de Paula defende que seu nome é a indicação mais sensata pautado em sua trajetória política - que já é longa - e no fato de ter estado ao lado da Frente Popular e apoiado o PSB ao longo de muitas eleições em Pernambuco. 

“Nesse momento, em obstante a eu enxergar as outras pretensões também, a sobra de qualificação dos companheiros, acho que ninguém estranha que o meu nome esteja posto. São 40 anos de militância, 32 de mandato, 11 eleições disputadas, são 9 mandatos, 25 anos de presidência de partido, duas vezes secretário de estado. Portanto, experiência não falta, uma construção da qual eu me orgulho, por isso coloco meu nome. Acho que é uma coisa natural”, disse o parlamentar.

Ele também fez questão de exaltar qualidades nos demais possíveis postulantes ao posto de candidato(a) da Frente Popular ao Senado Federal, principalmente quando se referiu ao deputado federal Silvio Costa Filho (Republicanos), por quem afirmou ter muito respeito. “Considero ele [Silvio] um dos mais talentosos e de maior futuro políticos que hoje militam na política de Pernambuco”, disse André. 

Foram citados os deputados federais Wolney Queiroz (PDT-PE), “que parte de uma cidade importantíssima do estado e está cumprindo seu sexto mandato de deputado”, Eduardo da Fonte (PP-PE), “presidente de um partido importante, experiente”, e Marília Arraes (PT-PE), “porque o PT é, indiscutivelmente, um ator relevante nessa eleição, um partido importante, que tem uma militância aguerrida e cumpre um papel fundamental na nossa aliança”. 

Vale destacar que Marília colocou seu nome à disposição do PT inicialmente para concorrer ao governo, assim como o fez o senador Humberto Costa (PT-PE), mas declarações de membros tanto do PT quanto do PSB, o que inclui Lula e Paulo Câmara, já apontaram na direção da escolha da cabeça de chapa ficar a cargo do PSB. De acordo com André de Paula, os dirigentes de partidos da Frente Popular que se reuniram com Paulo concordaram com isso em unanimidade, o que jogou Marília ao posto de possível candidata ao Senado.
Drop here!
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Mais lidas

Últimas