VIOLÊNCIA

Autor de triplo homicídio pede emprego em fazenda e polícia fecha o cerco

Publicado em: 03/12/2021 12:16

 (FOTO: Divulgação/PCGO)
FOTO: Divulgação/PCGO
O autor do triplo homicídio de Corumbá (GO), Wanderson Mota Protácio, 21 anos, pediu emprego em uma fazenda no distrito de Mocambinho, no município de Gameleira (GO), na manhã desta sexta-feira (3/12). "Meus três funcionários estavam dentro da estufa de pimentão quando ele apareceu do lado de fora, disse que estava procurando emprego. Ele (Wanderson) tentava esconder a tatuagem na mão, mas os meninos viram", detalha João dos Reis, 67 anos, proprietário da fazenda Boa Vista do Leite, onde o foragido foi visto.

Segundo o relato, os funcionários disseram para Wanderson que iriam chamar o gerente da fazenda. "Ele (Wanderson) queria entrar por um buraco que tem na estufa, mas não aceitava entrar pela frente. Os meninos desconfiam que ele podia estar armado, mas não viram nada. É de desconfiar porque essa noite os cachorros estavam muito agitados e latiram muito", conta.

Quando um dos funcionários saiu da estufa para chamar o gerente, Wanderson correu para o meio da vegetação. "A gente ligou para a polícia, avisamos para os vizinhos e nos reunimos aqui perto dos cachorros, para ele não ter chance de fazer nenhum refém", conta o proprietário.

A Polícia Militar de Goiás, em conjunto com a Polícia Civil do estado, patrulham a região. A equipe conta com agentes descaracterizados nas buscas. Á reportagem, João disse que acredita que Wanderson está cansado e que o foragido não tem muitos locais para se esconder na região. "A mata aqui atrás é pequena", afirma. Buscas por assassina já duram cinco dias.
TAGS: policia | violencia |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Mais lidas

Últimas