CRISE ENTRE PODERES

Temer diz que Moraes não recuou 'um milímetro' em conversa com Bolsonaro

Publicado em: 17/09/2021 22:09

 (Foto: Cesar Itiberê/PR)
Foto: Cesar Itiberê/PR
O ex-presidente da República Michel Temer comentou, nesta sexta-feira (17), sobre a conversa entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que intermediou em 9 de setembro após os atos do feriado de 7 de setembro, nos quais Bolsonaro fez ataques ao Judiciário e disse que iria desobedecer decisões tomadas pelo ministro Moraes.

Segundo Temer, a conversa por telefone "distensionou" o momento, mas ele disse que se sabe se irá distensionar para o resto da vida. “Não sei se vai distensionar para o resto da vida, mas distensionou naquele momento quando havia muita tensão”, declarou o ex-presidente durante participação em no evento virtual "8ª edição do Fórum Liberdade e Democracia", promovido pelo Instituto de Formação de Líderes de São Paulo. 

Ainda segundo Temer, Bolsonaro e o ministro do STF conversaram amigavelmente, sem que Moraes recuasse "um milímetro" do que faz juridicamente. “O presidente deu uma palavra de 4, 5 minutos, mas muito amigável, fraternal e adequada, sem que, naturalmente, o Alexandre recuasse um milímetro daquilo que, juridicamente, ele faz”, disse.

Segundo apurou o Correio, Temer auxiliou o presidente Bolsonaro a escrever uma nota apaziguadora entre os poderes, que foi divulgada na tarde de 9 de setembro. Na carta à nação, Bolsonaro recuou nos ataques que fez, no 7 de Setembro, contra o STF. O recuo deixou seus apoiadores radicais desolados.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Mais lidas

Últimas