VIOLÊNCIA

Corpo de adolescente é encontrado dentro de freezer de bar em Belo Horizonte

Publicado em: 17/09/2021 20:53

Moradores da Rua Júlio César Oliveira ficaram assustados com o crime (Foto: Reprodução/Google Street View)
Moradores da Rua Júlio César Oliveira ficaram assustados com o crime (Foto: Reprodução/Google Street View)
Imagine você chegar para trabalhar em um bar e encontrar um corpo no freezer do estabelecimento. Isso aconteceu nesta sexta-feira (17) com o funcionário do bar da Rua Júlio César de Oliveira, 415, Bairro Jardim Vitória, Noroeste de Belo Horizonte. A vítima era um adolescente de 17 anos. Os principais suspeitos são os proprietários do estabelecimento, um homem de 36 anos, e sua mulher, de 38. Os dois foram presos.

Segundo o tenente Rafael Batista Neto, da Rota, a informação foi passada anonimamente para a PM e, quando os militares chegaram ao local, o proprietário foi receptivo. Porém, as circunstâncias encontradas fizeram com que os policiais suspeitassem do casal.

Ele conta que a mulher do comerciante estava no segundo andar do bar, onde encontraram vestígios de sangue nas paredes. "O proprietário mostrou onde estava o corpo, no freezer", diz. No entanto, outros vestígios de que o estabelecimento teria sido o local do crime foram encontrados. Na entrada deste, por exemplo, havia marcas de sangue e tudo indicava que o chão tinha sido lavado.

A estimativa dos peritos criminais que estiveram no bar é de que o crime tenha ocorrido na noite de quinta-feira (16). Resta descobrir as circunstâncias em que isto aconteceu. Havia marcas de bala no corpo. Os policiais civis que estiveram no local admitem que os suspeitos estão presos, no caso marido e mulher, mas que antes de formalizar a acusação é preciso a apuração de mais detalhes.

Existe a hipótese de que o corpo tenha sido deixado ali por outra pessoa, segundo o delegado Guilherme Catão.

A dor de uma mãe
Sabe-se que a vítima é moradora das proximidades do bar. A mãe do rapaz chegou ao local e assim que avistou o corpo do filho, desmaiou. No local, a porta do bar ficou lotada de gente, vizinhos e amigos da família. Os policiais tentam descobrir quem eram os amigos da vítima e se ele tinha envolvimento com drogas ou se tinha inimigos.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Mais lidas

Últimas