PEDIDO

Coreia do Sul apela a Pyongyang para não provocar o próximo governo norte-americano

Publicado em: 04/12/2020 20:32 | Atualizado em: 04/12/2020 20:40

O pedido foi feito ao líder supremo da Coreia do Norte, Kim Jong-um (Foto: STR / AFP / KCNA VIA KNS)
O pedido foi feito ao líder supremo da Coreia do Norte, Kim Jong-um (Foto: STR / AFP / KCNA VIA KNS)
Segundo a agência de notícias Yonhap, o ministro da Unificação sul-coreano, Lee In-young, fez um pedido ao líder supremo da Coreia do Norte, Kim Jong-um, para não incitar a futura administração do presidente eleito dos Estados Unidos Joe Biden. "Eu repeti isso em várias ocasiões, mas nunca deve haver uma provocação da Coreia do Norte, pois não só vai contra o acordo assinado pelas duas Coreias como vai diretamente contra a vontade do nosso povo e do seu desejo de paz", declarou Lee em um fórum virtual.

Além disso, o ministro ainda destacou o acordo realizado em 2018 e que foi assinado pelos líderes coreanos em Seul e Pyongyang e que teve como objetivo o compromisso de firmar a diminuição das tensões na região e aumentar a colaboração entre as partes. Lee In-young também anunciou que espera para os primeiros seis meses do governo de Biden um significativo estímulo ao processo de desnuclearização completa e paz duradoura na península coreana.

As negociações de desnuclearização entre Pyongyang e Washington sofreram um impasse e estão paralisadas desde o ano passado depois do presidente dos EUA, Donald Trump, abandonar a cúpula em Hanói, no Vietnã. As relações também se tornaram mais tensas e cresceram após a explosão de um escritório de ligação em comum entre os dois países asiáticos na cidade fronteiriça de Kaesong, que aconteceu em junho deste ano e que foi supostamente atribuída e planejada pela Coreia do Norte.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Mais lidas

Últimas