CPRH

Comerciantes recebem multa de R$ 89 mil por atividade irregular de abate de animais e venda ilegal de madeira

Publicado em: 29/09/2020 11:55

 (CPRH/Divulgação)
CPRH/Divulgação
Uma multa no valor de R$ 89 mil foi aplicada pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), aos proprietários de um sítio onde funcionava um abatedouro clandestino, localizado na zona rural do município de Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. A multa referente aos maus tratos de animais exóticos domésticos foi de R$ 85 mil. Além da atividade irregular no ramo alimentício, os donos do sítio também receberam punição de R$ 4 mil por desmatamento e venda irregular de madeira.

De acordo com a CPRH, nos locais a equipe de fiscalização identificou  irregularidades ambientais como maus tratos de animas, falta de licença ambiental de funcionamento, ausência de condições ambientais e sanitárias durante o processo de abate, despejo irregular de efluentes, além do desmatamento.

Na ação foram apreendidos 27 animais vivos, um bode já abatido, carcaças de animais, dois caminhões carregados de madeira, machados, foices, facas, ganchos e uma espingarda calibre 12. A delegada Thais Galba, informou que as pessoas responsáveis pelo abate dos animais possuem dois box de comercialização de carne no Mercado Público de Abreu e Lima, e que eles também revendiam a carne para outros comerciantes.

A operação resultou na prisão de 14 adultos e na apreensão de um adolescente (17), neto do proprietário do abatedouro clandestino. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Mais lidas

Últimas