#Carnaval2020

Folia em Olinda tem novidades no trânsito e na mobilidade

Publicado em: 17/02/2020 11:53 | Atualizado em: 17/02/2020 16:22

Em coletiva de imprensa, detalhes dos preparativos para o carnaval foram apresentados. (Foto: Leandro de Santana)
Em coletiva de imprensa, detalhes dos preparativos para o carnaval foram apresentados. (Foto: Leandro de Santana)

O carnaval deste ano em Olinda terá novidades no trânsito e na mobilidade. A área é considerada o maior gargalo da festa devido aos engarrafamentos provocados pela grande quantidade de pessoas entrando na cidade ao mesmo tempo. Calcula-se 300 mil por dia. Uma das medidas novas é a liberação do tráfego na entrada da cidade, na altura da Marinha, até às 23h da próxima sexta-feira (21). Antes, o trecho de acesso era fechado ao meio-dia. A medida, diz a prefeitura, facilita a vida de quem volta para casa, vai para o carnaval de Olinda ou para casas de veraneio. Para quem vem de Olinda para o Recife, o bloqueio está valendo a partir de meio-dia.

Para quem segue para o Litoral Norte, uma rota alternativa é seguir pela PE-01 e PE-15. Quem segue para o Litoral Sul, pode ir pela Avenida Getúlio Vargas, Carlos de Lima Cavalcanti, Bultrins e PE-15 (sentido Recife). 

Outra novidade do setor são os gradis a serem implantados na Avenida Presidente Kennedy, no trecho entre a Rua 15 de Novembro e a Travessa do Pisa. “Quem provoca muito congestionamento é o próprio pedestre circulando na via. Com o gradil, vamos induzir o pedestre a caminhar no lugar certo”, disse o secretário de Patrimônio, Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico de Olinda, João Luiz.

Também foram anunciadas mudanças no percurso dos motoristas de aplicativos. Eles poderão ter acesso à cidade pela Avenida Olinda e realizar o retorno no posto de combustíveis localizado no Varadouro. No ano passado, eles puderam seguir até a Praça do Jacaré. “Os táxis, como são credenciados, vão ter mais acesso à cidade. O táxi que vem pela Avenida Olinda, vai até a Praça do Carmo, fazendo seu retorno ou indo pela beira mar, normalmente. Vindo pela PE-15, os táxis só podem entrar na parte da Travessa do Pisa. Logo, a parte do giradouro será para circulação de táxis e ônibus. Os táxis também poderão vir pela Rua do Sol até às peixarias. Quem vem de aplicativo, fica na rua do Tricentenário (Rua Farias Neves Sobrinho), podendo retornar pela Rua Cândido Pessoa, que dá acesso à Avenida Getúlio Vargas, pela Praça 12 de Março, como também pela beira-mar”, explicou o secretário de Transportes e Trânsito, Jonas Ribeiro. Ele disse, ainda que a Rua do Sol estará limitada até as peixarias por conta dos vários blocos circulando na via. Somente carros adesivados de moradores ou de pessoas a serviço poderão entrar.

Quem mora na Zona Norte ou em Olinda e deseja estacionar o carro mais perto da folia, pode escolher o Centro de Convenções ou o Shopping Patteo, ambos em Olinda. Do Centro de Convenções, o folião pega um ônibus e desce na Avenida Presidente Kennedy. Do Patteo, desce na Praça 12 de Março. Ao todo, são nove linhas dentro do chamado Expresso da Folia. A novidade deste ano é a linha do Shopping Camará. De lá, o usuário também pega um ônibus e desce na Travessa do Pisa. Outras linhas são o Shopping Recife e Shopping Rio Mar (ambos descem na Avenida Olinda), Shopping Plaza (desce na Travessa do Pisa), Circular do Frevo (Travessa do Pisa), Shopping Tacaruna (Travessa do Pisa) e Shopping North Way (Praça 12 de Março).

Ao todo, serão montados 29 pontos de bloqueio fixos. Nesse caso, as vias serão fechadas com blocos de concreto. A interrupção tem início na sexta-feira, a partir das 12h, e será finalizada na quarta-feira de Cinzas (26), a partir de meio-dia. Também estão previstos 10 pontos de bloqueio móveis. A interrupção começa na sexta-feira, a partir das 14h, e acaba na quarta-feira de Cinzas, também a partir das 14h.

Segurança urbana - Ao todo, 16 câmeras da Secretaria de Defesa Social estarão instaladas na Cidade Alta e outras 12, especificamente no Varadouro, serão monitoradas pela Secretaria Municipal de Segurança Urbana. Uma base comunitária móvel de videomonitoramento, na Praça Monsenhor Fabrício, além de monitorar as imagens das 16 câmeras, vai receber documentos e objetos perdidos. O local também funcionará como delegacia interativa 24 horas. Outros locais para achados e perdidos é o Posto de Apoio ao Turista (Alto da Sé) e Secretaria de Segurança Urbana de Olinda (Avenida Santos Dumont, 177, no Varadouro). A consulta de documentos extraviados pode ser feita pelos números 3429.2947 ou pelo WhatsApp 989790054. O site www.olinda.pe.gov.br é outro caminho.

Boletins de ocorrência podem ser feitos na Secretaria de Segurança Urbana (furto) ou na Central de Flagrantes, na Avenida Sigismundo Gonçalves, 234, no Carmo, ou Delegacia do Varadouro, na Avenida Olinda (assalto ou outro tipo de crime).

Saúde - Quem precisar de atendimento de urgência pode procurar a Policlínica João de Barros Barreto, na Rua Doutor Justino Gonçalves, no Carmo (24h); o NTECI, na Rua 15 de Novembro, 184, no Varadouro (7h às 19h) ou a UPA do Tricentenário, na Rua Farias Neves Sobrinho, 232, Bairro Novo (24h).

Controle urbano - Os pontos de bloqueio fixo para fazer a troca de vasilhames de vidros por garrafas de plástico continuam este ano.

Assistência social e direitos humanos - O Camarote de Acessibilidade comporta 160 pessoas por dia, sendo 80 para pessoas com deficiência e 80 para seus acompanhantes. As inscrições acontecem até esta terça-feira (18) e podem ser feitas pelo número 99237.8374. O espaço fica no Carmo.

Mulheres vítimas de violência podem procurar a equipe do Centro Especializado de Atendimento à Mulher Márcia Dangremon, que funciona 24 horas, na Rua Maria Ramos, 131, em Bairro Novo. Uma equipe itinerante também estará nos focos de folia das 10h às 22h.

Defesa civil - A Defesa Civil de Olinda pode ser acionada 24 horas pelo número 08002812112. Eles atuam na colocação de lonas e podação de árvores e vistoriam os tapumes.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Mais lidas

Últimas