taxas Selic no fim de 2019 passa de 5,75% para 5,50% ao ano e em 2020, para 6,00%

Por: Agência Estado

Publicado em: 01/07/2019 09:16 Atualizado em:

Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Os economistas do mercado financeiro alteraram suas projeções para a Selic (a taxa básica de juros) no fim de 2019 e 2020. O Relatório de Mercado Focus trouxe nesta segunda-feira, 1, que a mediana das previsões para a Selic em 2018 foi de 5,75% para 5 50% ao ano. Há um mês, estava em 6,50%. Já a projeção para a Selic no fim de 2020 foi de 6,50% para 6,00% ao ano, ante 7,25% de quatro semanas atrás. 

No caso de 2021, a projeção seguiu em 7,50%, ante 8,00% de um mês antes. A projeção para a Selic no fim de 2022 permaneceu em 7,50%, igual ao visto um mês antes.

No dia 19, o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou a manutenção, pela décima vez consecutiva, da Selic em 6,50% ao ano. Ao mesmo tempo, vinculou eventuais novos cortes da taxa ao andamento da reforma da Previdência no Congresso. No comunicado sobre a decisão, o BC também disse que a recuperação econômica parou e avaliou que o cenário externo está mais favorável. 

Já as projeções mais recentes do BC, considerando o cenário de mercado, apontam para inflação de 3,6% em 2019, 3,9% em 2020 e 3 9% em 2021. Elas constaram no Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado na semana passada. 

No grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções (Top 5) de médio prazo, a mediana da taxa básica em 2019 seguiu em 5,50% ao ano, ante 6,50% de um mês antes. No caso de 2020, foi de 6,25% para 6,00%, ante 7,00% de quatro semanas atrás. 

A projeção para o fim de 2021 no Top 5 foi de 7,50% para 7,25%. Há um mês, estava em 8,00%. Para 2022, a projeção do Top 5 permaneceu em 7,00% ao ano, ante 7,50% de um mês antes.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas