música Dando continuidade ao novo projeto, Mombojó lança o clipe do single Tudo Vai Mudar

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 01/07/2019 11:29 Atualizado em: 01/07/2019 14:57

A banda chega ao seu sexto disco. Foto: Luan Cardoso/Divulgação
A banda chega ao seu sexto disco. Foto: Luan Cardoso/Divulgação

O single Tudo vai mudar é o nono do projeto MMBJ12, da banda Mombojó. O trabalho mais recente do grupo pernambucano foca nos moldes de consumo de plataformas digitais como Youtube e Spotify: todo mês é lançada uma música com um clipe, até completar 10 faixas. Depois da décima o disco sai completo, tanto nas plataformas digitais quanto em vinil. O clipe/single foi lançado sexta-feira passada (28).

"Escrevi essa letra pensando que as pessoas já entendem que agora realmente nada ficou no lugar e que é possível controlar isso", conta Felipe S., autor da letra. “Essa é música é tipo uma continuação da faixa Anjo que nasce homem, que foi o 7º single lançado desse projeto, mas que estende essa reflexão de costumes que a nossa sociedade está passando".

No geral as músicas lançadas até agora têm um forte tom político. O Mombojó vai a cada mês formando seu disco, que ainda não tem nome, mas que será formado por 10 singles e também duas faixas extras. O álbum completo está previsto para o segundo semestre de 2019. 

Todos os clipes do projeto são dirigidos por Luan Cardoso. Ao fim, todos serão lançados em conjunto, em um tipo de média metragem. Já estão na internet: Ontem quis, Nunca vai embora (parceria com Lenine), Me ajuda, Plano b, Cometa mambembe, Tudo de ruim no bolso, Anjo que nasce homem e O valor da coragem (uma parceria com Fernando Haddad).
 
Mombojó
A banda foi criada no começo dos anos 2000, em Recife. Em 2004 lançam seu primeiro disco, Nada de novo, que logo deu relativa projeção nacional para o grupo como um dos grandes nomes da cena recifense "pós-mangue". Atualmente espalhada por três estados, Pernambuco, São Paulo e Bahia, a banda é formada por Felipe S - guitarra e voz; Chiquinho Moreira - teclado e vocoder; Marcelo Machado - guitarra e voz; Vicente Machado - bateria e voz; Missionário José - baixo e voz.
 
Assista ao clipe:

 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas