Patrimônio Relógio da Faculdade de Direito será inaugurado após ser restaurado

Publicado em: 26/06/2019 16:20 Atualizado em: 26/06/2019 17:25

Foto: Mandy Oliver/Esp.DP foto
Foto: Mandy Oliver/Esp.DP foto

O relógio da Faculdade de Direito do Recife (FDR) será inaugurado oficialmente pelo reitor da Universidade Federal de Pernambuco, Anísio Brasileiro na próxima terça-feira (2), após passar por um período de restauro. A obra de recuperação do equipamento fez parte da primeira parte da quinta etapa do projeto de restauração do Palácio da FDR. O relógio voltou a funcionar no dia 7 deste mês, às 11h50. O evento de inauguração acontece na própria Faculdade de Direito do Recife, às 9h30.

Do tipo carrilhão à corda, com pêndulo, contrapesos e jogo de três sinos, o relógio começou a ser restaurado no dia 13 de maio, com a desmontagem e a limpeza dos contrapesos, da máquina, dos sinos e com a troca dos cabos de aço. Em seguida, foram realizadas as reconstituições dos componentes imprestáveis e/ou faltantes; das ferragens de sustentação dos sinos, das engrenagens e dos martelos badalos. 

Para a restauração foi necessária a elaboração de um Manual de Instruções para Manutenção Preventiva do Relógio. Datada de 1908, a ferramenta é um dos exemplares da famosa família de relojoeiros parisiense assinado como Henry-Lepaute. Do século 18 ao início do 20, a família Lepaute possuía grande destaque no âmbito da relojoaria. Os relógios assinados como Lepaute ou Henry-Lepaute, presentes em muitos edifícios parisienses, e em diversos países, tiveram como precursores os irmãos Jean Baptiste Lepaute e Jean André. 

O projeto de restauração Palácio da Faculdade de Direito do Recife começou em 2004, com as ações de afastamento das infiltrações das águas fluviais. Desde lá, já foram realizadas quatro etapas e a quinta e última etapa teve a primeira parte realizada com o restauro da torre do relógio e da fachada posterior. A segunda parte desta última etapa está com o projeto pronto, mas ainda não tem previsão para início por estar no período de captação de recursos.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas