Reforma da Previdência Deputado discorda de relatório da comissão especial da Alepe

Publicado em: 27/06/2019 16:41 Atualizado em:

Wanderson afirma que reforma precisa ser feita para o país voltar a crescer. Foto: Jarbas Junior/Alepe
Wanderson afirma que reforma precisa ser feita para o país voltar a crescer. Foto: Jarbas Junior/Alepe

Durante a apresentação do relatório final sobre a reforma da Previdência no plenário da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (27), o deputado Wanderson Florêncio (PSC) discordou da recomendação feita pela Comissão Especial da Reforma da Previdência na Alepe à bancada federal de votar contra a proposta do governo. Para o parlamentar a reforma é necessária “para que a economia do país volte a crescer”. 

“Ela é fundamental para o Brasil, que atravessa uma crise que já dura alguns anos. O país precisa estar pronto para receber novos investimentos. O cenário atual é bastante preocupante, pois o déficit da Previdência sabemos que é grande. A reforma se faz necessária para que as próximas gerações possam ter acesso à Previdência”, ressaltou Wanderson Florêncio. O relatório foi apresentado pelo deputado João Paulo (PCdoB), relator da comissão.

O parlamentar também lamenta a postura do governador Paulo Câmara (PSB), a qual considera omissa, durante todo esse processo de negociação. Wanderson disse que, diferente de outros gestores, o socialista “não se apresenta como um líder da região Nordeste, o que faz Pernambuco perder espaço na política nacional”, frisou o deputado.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas