Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Turismo

RECIFE

Maior navio militar da América Latina recebe visitantes

Publicado em: 18/08/2023 15:45 | Atualizado em: 18/08/2023 23:36

Os visitantes podem conhecer o navio neste final de semana. O acesso é pelo Terminal Marítimo de Passageiros (Rafael Vieira/DP)
Os visitantes podem conhecer o navio neste final de semana. O acesso é pelo Terminal Marítimo de Passageiros (Rafael Vieira/DP)
O  maior navio de guerra da Marinha do Brasil (e também da América Latina), o Navio-Aeródromo Multipropósito Atlântico (A140), está aberto para visitação gratuita, neste sábado (19), das 8h30 até às 16h, e domingo (20), das 8h30 às 12h. A embarcação está atracada no Porto do Recife, e os visitantes podem ter acesso pelo Terminal Marítimo de Passageiros.
 
O A-140 está à disposição da Marinha do Brasil desde 2018. O grande navio está atracado para atividades logísticas no Recife, além de realizar a abertura para visitação. O público pode conhecer o navio e uma parte de seu interior, além do convés de voo, com capacidade para 26 aeronaves.
 
 (Rafael Vieira/DP)
Rafael Vieira/DP
 

HELICÓPTEROS
Durante a exposição, haverá uma feira local, na qual os visitantes terão acesso a um ônibus no Terminal Marítimo é levados ao navio, que está no cais 2. No local, é possível conferir veículos especiais estacionados na pista do navio, como os helicópteros, e uma exposição com equipamentos da infantaria usados pela tripulação. As máquinas podem ser fotografadas pelo público. 
 
"É a unidade de maior valor da nossa marinha e está aqui para ser visitada por toda a sociedade. Será possível visitar a área de voo, onde há helicópteros como o modelo Pegasus guerreiro e o Garça, além de carros de combate do Corpo de Fuzileiros Navais. A ideia é que as famílias venham e conheçam um pouco mais das atividades e do trabalho da Marinha", disse o comandante do navio, Mozart Junqueira Ribeiro.
 
CAPACIDADE
O A140, conhecido como o Capitânia da Esquadra, possui um histórico na Marinha do Brasil de cinco anos. O navio pertencia à marinha real britânica, por onde operou por 20 anos. O Brasil o comprou em 2018, como aeródromo e embarcação multipropósito. 
 
O navio tem a capacidade de realizar operações anfíbias e ações humanitárias. Em fevereiro deste ano, por exemplo, o A140 foi empregado no Litoral Norte de São Paulo, em apoio à população que sofreu com uma situação de fortes chuvas, ocorrida na área de São Sebastião, com mais de 60 mortos e milhares de pessoas desabrigadas. A embarcação levou apoio e ajuda humanitária por meio de médicos, alimentos além de ter feito desobstrução de vias, interditadas pela lama de desmoronamentos.
 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Para Luciana Santos, reindustrialização brasileira necessita do apoio da China
Wellington Dias: Brasil coopera com a China para criar aliança global contra fome e pobreza no G20
Embaixador Eduardo Saboia: Brasil e China obtêm safras de parceria em várias áreas
Conheca o Desbravador das relacoes diplomaticas entre o Brasil e a China
Grupo Diario de Pernambuco