Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Turismo

COLUNA

Economia criativa e turismo

Publicado em: 27/07/2023 08:00

A Fenearte encerrou mais uma edição de sucesso, desta vez com um diferencial: transbordou sua presença do Centro de Convenções para espaços como museus, restaurantes e eventos paralelos. A intenção foi mesmo contaminar de forma positiva as cidades de Recife e Olinda, um passo inicial para tornar a feira um indutor do turismo. É que apesar de gigantesca, de carregar o título de maior feira de artesanato da América Latina, o seu público, em sua maioria absoluta, são os pernambucanos.

O presidente da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (Adepe), André Teixeira, diz que o governo do estado quer mudar isso e tornar a Fenearte um evento turístico. Para que isso aconteça, durante os dias de sua realização, outros eventos paralelos serão necessários. “Precisamos ter shows, festivais gastronômicos, peças teatrais, exposições, criar um clima na cidade em torno da feira”, diz Teixeira.

Outro desafio é atrair a iniciativa privada para este evento grandioso. A Adepe encomendou um estudo que está em curso e busca entender a dinâmica da produção artesanal de Pernambuco. O resultado poderá orientar políticas públicas nos municípios e oferecer oportunidade para os empresários pernambucanos.


Oportunidades
O comércio eletrônico do artesanato é uma oportunidade e a distribuição requer uma operação inteligente. “O artesanato precisa ser vendido e entregue em todo Brasil. O estado não tem essa expertise. Então, esperamos atrair a iniciativa privada para esse negócio”, me revelou André Teixeira durante a gravação do Diario Econômico, podcast que está no ar.

Vitrine
Para o presidente da Adepe, “a Fenearte tem que durar 12 meses, e não apenas 12 dias”. Desta forma, a produção de economia criativa ficaria na vitrine o ano inteiro. Hoje, é nos primeiros três dias da feira que as grandes vendas acontecem. Vendas para grandes varejistas, decoradores e arquitetos. O que se pretende agora é que esse público possa fazer as grandes compras com mais frequência ao longo do ano.

Incentivos fiscais
O presidente da Adepe também fala da sua expectativa diante aprovação da reforma tributária, que põe fim aos benefícios fiscais. Afinal, a Adepe é a responsável por atrair investimentos para Pernambuco e os incentivos tributários sempre foram um chamariz. Como será agora? Confira no podcast!
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Para Luciana Santos, reindustrialização brasileira necessita do apoio da China
Wellington Dias: Brasil coopera com a China para criar aliança global contra fome e pobreza no G20
Embaixador Eduardo Saboia: Brasil e China obtêm safras de parceria em várias áreas
Conheca o Desbravador das relacoes diplomaticas entre o Brasil e a China
Grupo Diario de Pernambuco