Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Tecnologia

TECNOLOGIA

IA brasileira é capaz de prever infarto e AVC com base em dados do SUS

Dara, como é chamada a inteligência artificial nacional, está sendo testada em uma cidade de Santa Catarina

Publicado em: 29/09/2023 18:58

Inteligência artificial (IA) pode auxiliar profissionais da saúde em tomadas de decisões (foto:  Divulgação/Brasil Telemedicina )
Inteligência artificial (IA) pode auxiliar profissionais da saúde em tomadas de decisões (foto: Divulgação/Brasil Telemedicina )

Uma inteligência artificial (IA), desenvolvida por uma empresa brasileira, consegue antecipar casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e infartos. A tecnologia usa como base as informações de mais de 190 milhões de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

O objetivo da Dara — nome da IA nacional — é levar ao setor público "mais assertividade e eficiência na tomada de decisões". É o que explica Ana Mees, engenheira biomédica que comanda o desenvolvimento da Inteligência Artificial na IPM Sistemas, de Santa Catarina. 

 

"O desenvolvimento da tecnologia é fruto de diversos anos de trabalho de um time multidisciplinar de engenheiros, biomédicos, médicos e gestores públicos, e utiliza machine learning e redes neurais profundas para trazer novas informações e previsões ao trabalho no setor público”, explica.  

 

A IA interpreta dados de diferentes bases que mostram quais foram os exames, atendimentos médicos e emergências que cada indivíduo teve no SUS. A partir de então, um alerta é enviado ao médico sobre o potencial risco da pessoa ter um AVC ou um infarto. Com essa informação, os profissionais da saúde decidem o que precisa ser feito. “Nossa premissa básica é entender que o médico conhece melhor do que ninguém o paciente e as questões de saúde", complementa Mees.

 

Em maio deste ano, a inteligência foi lançada com a capacidade de antecipar em três anos a propensão de uma pessoa a ter diabetes. Até o momento, apenas a cidade de Rio do Sul, em Santa Catarina, está testando a tecnologia. Além da saúde, ela possui a funcionalidade de apoiar o planejamento da infraestrutura das cidades, antecipando a identificação de demandas por serviços públicos.

 

A novidade foi lançada nesta semana em um congresso promovido pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam).

 

 

Confira as informações no Correio Braziliense 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Consulado da RPCh no Recife tem nova cônsul-geral
Mergulho no Brasil é uma possibilidade para os turistas chineses
Cenas da China aparecem em meio ao barroco brasileiro e intrigam pesquisadores
Ao vivo no Marco Zero 09/02 - Carnaval do Recife 2024
Grupo Diario de Pernambuco