Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Tecnologia

AGRONEGÓCIO

BNB debate uso de crédito e compartilhamento de tecnologia para aumentar produtividade no agronegócio

Publicado em: 22/08/2023 10:51

Paulo Câmara destacou a importância dos financiamentos do BNB para o desenvolvimento do agronegócio nordestino
  (Foto: Divulgação )
Paulo Câmara destacou a importância dos financiamentos do BNB para o desenvolvimento do agronegócio nordestino (Foto: Divulgação )
O apoio creditício de bancos de desenvolvimento e a aplicação de novos conhecimentos no campo devem integrar a estratégia adotada pelo Brasil para aumentar a produtividade do agronegócio. O tema foi discutido na última segunda-feira (21), em São Paulo (SP), durante a 6ª edição do seminário Agronegócio Sustentável, realizado pelo grupo Folha.

O papel do Banco do Nordeste como agente financiador da atividade rural em sua área de atuação (Nordeste, parte de Minas Gerais e Espírito Santo) foi destacado pelo presidente Paulo Câmara. “Nossa atuação no agronegócio é forte e crescente, com contribuição direta na geração de emprego e renda, bem como na melhoria da vida das famílias do campo. Fazemos quase 50% do crédito rural e agroindustrial de longo prazo da região e estamos focados no Plano safra 2023-2024”, afirmou.

O executivo se refere à programação do Banco do Nordeste para contratar R%uFF04 20 bilhões no âmbito do Plano Safra 2023/2024. A Instituição tem a meta de aplicar, até junho do próximo ano, os recursos divididos entre agricultura familiar (R%uFF04 8,5 bilhões) e agricultura empresarial (R%uFF04 11,5 bilhões). O total representa um aumento de 33% sobre os valores disponibilizados pelo Plano Safra 2022/2023 para o BNB.

Segundo o BNB, além de aumentar a oferta de crédito, o programa traz inovações para estimular as práticas sustentáveis. A mudança de maior destaque é a redução de até um ponto percentual nas taxas de juros do crédito se o produtor tiver o Cadastro Ambiental Rural (CAR) analisado e se adotar medidas com produção orgânica. Os tickets médios das operações do Pronaf passam de R%uFF04 6 mil para R%uFF04 10 mil (homens) e R%uFF04 12 mil (mulheres), o que possibilitará mais investimentos nas unidades rurais de pequeno porte.

Para Silvia Massruhá, presidente da Embrapa, o foco prioritário da instituição é ajudar a democratizar o acesso às novas tecnologias, especialmente para os pequenos e médios produtores. “Nesse aspecto, o Nordeste está incluído diretamente em nossa estratégia, pois 88% dos produtores rurais locais são de pequeno porte, e a Região também nos oferece uma série de ações de sucesso, a exemplo das áreas do Matopiba, Sealba e Vale do São Francisco, que já contribuem diretamente na melhoria do Agronegócio no Brasil”, destacou.
 
Já Humberto Miranda Oliveira, presidente da Faeb, afirmou que o Nordeste ainda possui gargalos a serem resolvidos, como disseminação de tecnologias, investimento em educação e organização social dos produtores. “Na produtividade de milho, nós temos índices superiores à média nacional e chegamos a nove mil quilos por hectare. Mesmo com soja e algodão. No semiárido, os pequenos produtores de leite têm índices comparados a Nova Zelândia e Canadá. Precisamos fazer com que isso chegue a todos os produtores rurais”, completou. 

O encontro também promoveu debate sobre incentivos à preservação do meio ambiente estabelecidos no Plano Safra 2023/2024, como uso de biocombustíveis e medidas legais para benefício desse segmento econômico em bases sustentáveis, com participação da senadora Soraya Thronicke (Podemos - MS), governadores Eduardo Riedel (MS) e Mauro Mendes (MT), engenheiro agrícola Eduardo Assad e Giovana Araújo, sócia-líder de mercado para a agronegócio da KPMG.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Consulado da RPCh no Recife tem nova cônsul-geral
Mergulho no Brasil é uma possibilidade para os turistas chineses
Cenas da China aparecem em meio ao barroco brasileiro e intrigam pesquisadores
Ao vivo no Marco Zero 09/02 - Carnaval do Recife 2024
Grupo Diario de Pernambuco