Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

MÚSICA

Filho pede que TikTok derrube vídeos bolsonaristas com música de Renato Russo

Em notificação extrajudicial, Giuliano Manfredini afirma que as postagens têm "caráter político e ideológico alheios" aos defendidos pelo pai

Publicado em: 11/01/2024 22:13



Segundo o filho, as postagens bolsonaristas têm "caráter político e ideológico alheios" diferentes aos defendidos por Renato Russo ao longo de sua vida  (foto: Acervo Renato Russo/Ricardo Junq)
Segundo o filho, as postagens bolsonaristas têm "caráter político e ideológico alheios" diferentes aos defendidos por Renato Russo ao longo de sua vida (foto: Acervo Renato Russo/Ricardo Junq)

O filho do cantor Renato Russo enviou uma notificação extrajudicial à ByteDance, empresa proprietária do TikTok, solicitando que os vídeos publicados por bolsonaristas usando a trilha da música Que país é este sejam retirados da plataforma.

 

Segundo informação publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, o documento enviado pelo filho do cantor e produtor cultural Giuliano Manfredini aponta que as postagens têm "caráter político e ideológico alheios" aos defendidos por Renato Russo ao longo de sua vida e por ele "ativamente combatidos".

 

Ao menos sete perfis são citados como responsáveis pelos compartilhamentos de publicações que trazem mensagens como "comunista Flávio Dino é aprovado em sabatina e irá para o STF" e "milhões de votos silenciados", em referência a votação que tornou Jair Bolsonaro (PL) inelegível.

 

Ao justificar a ação extrajudicial, Giuliano pontua que não deseja que a música do pai, e consagrada pela banda Legião Urbana, seja usada "em prol de posicionamentos de direita, especialmente aqueles que enaltecem o governo Bolsonaro".

 

"Não é do interesse do Giuliano, na condição de defensor do patrimônio do pai, que essa música seja vinculada a um ou outro lado da disputa política. Ele não quer limitar o uso da canção, mas também não quer que ela vire um hino do bolsonarismo, com o qual ele não compactua", disse o advogado Henrique Ventureli, da banca Furtado de Oliveira Advogados, que representa o produtor cultural, em entrevista à Folha de São Paulo.

 

O produtor cultural solicita ainda que dados cadastrais e registros de IPs de cada perfil listado na ação sejam disponibilizados. Ainda em entrevista, o advogado afirma que se não surtir nenhum efeito, vão optar por acionar a via judicial.

 

O Correio tenta entrar em contato com a defesa de Manfredini, o advogado Henrique Ventureli, para ouvir detalhes sobre o caso. Em caso de resposta, o texto será atualizado.

 

A reportagem também tenta contato com o TikTok para ouvir um posicionamento da empresa sobre o assunto. Caso a empresa se manifeste, o texto será atualizado.

 

 

Confira as informações no Correio Braziliense.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Consulado da RPCh no Recife tem nova cônsul-geral
Mergulho no Brasil é uma possibilidade para os turistas chineses
Cenas da China aparecem em meio ao barroco brasileiro e intrigam pesquisadores
Ao vivo no Marco Zero 09/02 - Carnaval do Recife 2024
Grupo Diario de Pernambuco