Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

LUAN SANTANA

Luan Santana ganha especial na Globo em homenagem aos 15 anos de carreira

Publicado em: 23/12/2022 12:42

 (Crédito: Globo/Cadu Pilotto)
Crédito: Globo/Cadu Pilotto
Os 15 anos da carreira de Luan Santana, completados em agosto último, serão celebrados em um especial da TV Globo que vai ao ar na próxima segunda-feira (26), após a novela Travessia. Produzido pela equipe do ‘Conversa com Bial’, o programa será conduzido pelo apresentador Pedro Bial, com quem o cantor estará na Luan City - cidade fictícia construída para receber o show comemorativo. Além disso, foram montados três ambientes em espaços cinematográficos do Estúdio Globo, onde Luan e Bial aparecem caracterizados.

Embora ‘Som Brasil: 15 anos de Luan’ admita uma mistura de entrevistas e performances musicais, o conceito geral é pensado com foco no artista. “Para quem é fã, que me acompanha desde o começo, pode esperar neste especial um momento mágico para mim. O público saberá coisas que ninguém nunca soube até hoje nesses 15 anos. Aconteceram milhares de situações, e algumas delas contei ao Bial”, explicou. “É uma honra ver minha história sendo contada nessa homenagem, que é tão cheia de trabalho, tão intensa. Estou muito feliz”, concluiu Luan. 

O Viver teve acesso exclusivo a um trecho da entrevista em que o cantor comenta a mudança de uma vida sossegada no Mato Grosso do Sul à estrela do sertanejo, a partir da explosão de ‘Meteoro’ em todo o Brasil. “Fui um menino, nascido em Campo Grande, em 1991, com raízes muito familiares, que sempre deu muito valor nas pequenas coisas da vida, nos momentos mais íntimos, nas pessoas que estão mais próximas. Um cara que ficou muito assustado no começo, com tudo o que aconteceu comigo. ‘Meteoro’ estourou em 2009, e eu tive que crescer e amadurecer muito rápido para saber o que eu queria passar para as pessoas, o que eu queria dizer, quem é o Luan Santana aos olhos do público”, contou.
 
 (Crédito: Globo/Cadu Pilotto)
Crédito: Globo/Cadu Pilotto

‘Luan City’ foi um álbum e show comemorativo do cantor para coroar os 15 anos de carreira.  A produção do especial de fim de ano absorveu essa ideia, e construiu cenários que mostram ao público como é Luan City por dentro, a partir da estrutura da cidade cinematográfica dos Estúdios Globo.

“No show, o público vê prédios, letreiros, vê a cidade de fora, e agora nós entramos nessa cidade como se estivéssemos entrando na intimidade de Luan. Nós observamos que a cidade tem muitas inspirações do universo art déco, noir art, numa atmosfera meio cinematográfica; um visual de Chicago e Nova York dos anos 30, e seguimos o mesmo conceito estético, que explora neon, dourado, uma elegância bonita da época”, explica Gian Carlo Bellotti, diretor geral do especial. “Esse especial tem elementos bem próximos ao cinema, é quase uma homenagem também à sétima arte”, completou..

O artista preparou um repertório inédito para o especial, como também vai interpretar canções de outros músicos, com destaque para “Ainda Bem”, de Marisa Monte e Arnaldo Antunes; “Você Não Me Ensinou a Te Esquecer”, de Caetano Veloso; “Amorfoda”, de Bad Bunny; “Can’t Help Falling in Love”, de Elvis Presley; e uma versão exclusiva de “Amar Não é Pecado”.

A influência de Elvis no show vai além de uma música. Fã incondicional do ‘Rei do Rock’, Luan se inspirou no cantor americano no planejamento do musical. . “A gente descobriu um especial de final de ano, de 1968, com Elvis, e trouxemos, por exemplo, um conceito similar para os musicais, que são mais intimistas, com pouca gente”, aponta Gian Carlo. “Meu feat dos sonhos é Elvis Presley, ele é meu grande ídolo, desde que comecei minha carreira, ele sempre me inspirou”, revelou Luan.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Van Gogh Live 8K: exposição chega ao Recife e encanta público
Manhã na Clube: entrevista com Rodrigo Coutinho, secretário de esportes do Recife
Manhã na Clube: entrevista com Priscila Lapa, cientista política
Manhã na Clube: entrevista com Everaldo Silva e  Ney Araújo
Grupo Diario de Pernambuco