Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

ETERNO PELÉ

'Era melhor ter visto o filme do Pelé': 5 referências na cultura pop

Publicado em: 29/12/2022 18:10

 (Foto: Domicio Pinheiro/Divulgação)
Foto: Domicio Pinheiro/Divulgação
Edson Arantes do Nascimento marcou 1.282 gols, conquistou três Copas do Mundo e pôs fim a um dos conflitos de guerra mais sangrentos da história. Foi um legado e tanto, que ecoou pela cultura pop.

Ao manter firma a realeza, o Rei ia além do futebol-arte e alcançava espaços do audiovisual. Do cartoon às novelas da TV Globo, tinha presença sempre requisitada e, por vezes, citada em tantas outras obras, como em Chaves. As referências a seguir tornam-se reverências e mostram que Pelé viveu como um rei, contrariando os questionamentos de Racionais MC's em Vida Loka Pt 2.

1. Chaves
No episódio, toda a vizinhança vai ao cinema, mas o que seria um passeio divertido para as crianças se torna frustração. Principalmente para Chaves, para quem “seria melhor ter ido ver o filme do Pelé”. No áudio original, o personagem de Roberto Bolaños diz “mejor hubieramos ido a veral Chanfle”.

A verdade é que Bolaños viu uma oportunidade de divulgar o seu novo longa, onde todo o elenco do seriado está incluído para contar a história de um homem de 30 e poucos anos, muito pobre e que trabalha como ajudante da equipe Club América.

Um verdadeiro clássico para os mexicanos, mas o filme nunca chegou a ser lançado no Brasil. Contudo, a dublagem nacional caiu super bem. A escolha também se deu porque os lançamentos dos filmes com Pelé e a exibição de Chaves no México coincidiram. Nesse caso, talvez não ter ido ver o filme do Pelé tenha sido melhor.

Contudo, não é fácil definir a qual filme com o Pelé a dublagem brasileira estava se referindo. Isso porque, embora este capítulo de Chaves tenha sido exibido em 1979 e dublado em 1990, só foi exibido no SBT em 1992.

2. Turma da Mônica
Criado em 1976 por Maurício de Sousa, Pelezinho nasceu como uma homenagem ao Rei do Futebol e deu início a todos os personagens relacionados ao esporte. A história do garoto foi inteiramente baseada na infância de Pelé e ganhou uma edição própria em 1977, que foi publicada por durante cinco anos. Entre os personagens incluídos na narrativa estavam nomes como Teófilo, melhor amigo do craque, e Frangão, um goleiro atrapalhado.

3. Filme com Stallone
A fama de Pelé se deve aos títulos que venceu em campo, mas durante um breve instante a sétima arte se apossou de tal. A sua participação mais célebre foi no filme Fuga para a Vitória (1981), dirigido por John Huston. Na produção de Hollywood, passada em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, Pelé, Michael Cane e Sylvester Stallone são prisioneiros num campo de detenção nazista quando oficiais organizam uma partida de futebol entre a equipe alemã e os prisioneiros de guerra, numa tentativa de enaltecer a suposta superioridade da raça ariana. Os prisioneiros aceitam o desafio para tentarem fugir durante o intervalo. Durante o jogo, no final do filme, Pelé é agredido e quebra o braço, mas acaba por voltar ao campo para marcar um gol de pontapé de bicicleta, levando os prisioneiros à vitória.

4. Simpsons
Não é cultura pop se não houver ao menos uma participação em episódios de Os Simpsons. Em 1997, o Rei esteve no episódio The Cartridge Family, no qual faz um discurso antes de uma partida entre México e Portugal e depois recebe dinheiro de patrocinador ainda em campo, sendo retratado como "mercenário". O episódio faz uma crítica aos negócios do futebol.

5. O Clone
Na novela de Glória Perez, Pelé foi um dos convidados do famoso Bar da Dona Jura, interpretada por Solange Couto. Na época, ele gravou uma longa cena em que os personagens da novela ficavam animados com a presença ilustre. A cena de O clone foi ao ar poucos meses antes da Copa do Mundo de 2002.

No roteiro, o personagem de Eri Johnson pergunta ao tricampeão mundial o que ele está achando da seleção. Pelé então responde: "Olha, isso está preocupando todo mundo, porque a única seleção que não está armada é a nossa. Mas eu acredito na seleção, porque os melhores jogadores nós temos". Para terminar a cena, a trilha sonora incluiu uma música que Pelé gravou para aquela Copa. Ouça abaixo:

Menção Honrosa
Além de viver outros personagens durante a carreira nas telinhas e nas telonas, Pelé participou do filme Os Trombadinhas, de 1980. A narrativa aborda um bem intencionado empresário que decide mudar a situação de jovens abandonados que se voltam para o crime. Ele entra então em contato com Pelé, uma ex-estrela de futebol e instrutor da equipe juvenil do Santos Futebol Clube, para ajudá-lo.
 
Conhecida pela famigerada cena em que o craque "salva a mocinha" e dá uma resposta pra lá de rude, o filme foi comentado pelo ex-jogador, quando entrevistado pelo Jô Soares. Você pode ver parte dessa entrevista abaixo:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Van Gogh Live 8K: exposição chega ao Recife e encanta público
Manhã na Clube: entrevista com Rodrigo Coutinho, secretário de esportes do Recife
Manhã na Clube: entrevista com Priscila Lapa, cientista política
Manhã na Clube: entrevista com Everaldo Silva e  Ney Araújo
Grupo Diario de Pernambuco