Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

COCO DE RODA

Armazém do Campo sedia a 6ª edição do projeto 'A hora do coco Recife'

Publicado em: 16/12/2022 11:36

Mestres do Coco de Pernambuco (Crédito: Divulgação)
Mestres do Coco de Pernambuco (Crédito: Divulgação)
Nesta sexta (16), a partir das 20h, o Armazém do Campo Recife sedia a 6ª edição do projeto “A Hora do Coco Recife” que prioriza a transmissão oral e a itinerância de artistas através da circulação de grupos, mestres e mestras do coco de roda de Pernambuco no território brasileiro com o público em geral. O evento é gratuito e aberto ao público em geral. A produção executiva é assinada pela RFG Produções com coordenação geral do Centro Cultural Farol da Vila através do Sistema de Incentivo de Cultura (SIC) da Fundação de Cultura do Recife/Prefeitura do Recife.
 
Nesta edição, participam os grupos recifenses Peixe de Coco, Mestres do Coco Pernambucano, Conexão do Coco PE/AL com mestre Galo Preto (patrimônio vivo de Pernambuco) e a banda alagoana Poesia Musicada no Pandeiro com participação especial de mestre Zeza do Coco (patrimônio vivo de Alagoas), de Gabriela Cravicanela, que faz parte da nova geração do ritmo naquele Estado e do dançarino alagoano, Marcos Topety, que fará uma mostra das variações dos trupés do coco de Alagoas. Mais do que performances artísticas, a “Hora do Coco Recife”, é uma celebração de grupos populares com pleno envolvimento do público com a cultura do coco como movimento de vanguarda no Estado, sendo ancorado na cidade do Recife. 
 
Para o coordenador do Centro Cultural Farol da Vila, Marcos de Moraes, em Pernambuco, especialmente no Recife, o coco vem se destacando cada vez mais na cena musical com o surgimento de novos grupos e a presença constante de artistas do gênero no mercado local e nos ciclos festivos da cidade. “Promover um festival como esse com itinerância em várias localidades é muito importante, pois oportuniza o resgate, a difusão e a valorização dos profissionais já renomados que fazem parte da história do gênero e também a nova cena emergente do coco de roda”, enfatiza.  
 
O projeto ‘’A hora do coco’’, nasceu em 2010, homenageando a mestra ‘’Selma do Coco’’, musa eterna e protagonista de muitas conquistas e legado deixado ao coco de roda, e aos coquistas brasileiros. Ao logo de suas edições, em 2013, 2014, 2015 e 2016, a iniciativa experimenta uma mistura de tudo - sonoridades, ritmos, matrizes e batuques da cultura afro-brasileira do coco estadual, unindo o antigo ao contemporâneo. Em suas edições, homenageou em vida os saudosos mestres do coco dona ‘’Selma do Coco’’ (Olinda-2010) e mestre Galo Preto (Recife e Porto-2013); in memoriam - Roberto Cocada (Recife-2014); em 2016, representou o Brasil e Pernambuco nas Olimpíadas do Rio de Janeiro com A Hora do Coco - Conexão Rio Olimpíadas 2016, com apresentação na Casa da Cultura Brasileira, na Fundição Progresso, no bairro da Lapa, a partir da aprovação pelo Edital Funarte de Música nas olimpíadas e paraolimpíadas do Rio de Janeiro, do Ministério da Cultura e Governo Federal, onde foi premiado com o primeiro lugar Nordeste e 2º lugar nacional. 

SERVIÇO:
6ª edição do projeto “A hora do coco Recife”
Quando: 16 de dezembro (sexta)
Onde: Armazém do Campo Recife. Av. Martins de Barros, 387 – Bairro do Recife 
Horário: 20h 
Entrada gratuita
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Van Gogh Live 8K: exposição chega ao Recife e encanta público
Manhã na Clube: entrevista com Rodrigo Coutinho, secretário de esportes do Recife
Manhã na Clube: entrevista com Priscila Lapa, cientista política
Manhã na Clube: entrevista com Everaldo Silva e  Ney Araújo
Grupo Diario de Pernambuco