Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

VÍDEODANÇA

Vídeodança 'Corpo Onírico' faz última exibição nesta terça em Camaragibe

Publicado em: 28/11/2022 10:27

Corpo Onírico aborda a relação do corpo humano com a natureza (Crédito: Alexandre Salomão)
Corpo Onírico aborda a relação do corpo humano com a natureza (Crédito: Alexandre Salomão)
Entre superações, aprendizados e premiações, a videodança Corpo Onírico terá a última exibição aberta ao público nesta terça-feira (29), às 20h, no Cine-Teatro Bianor Mendonça Monteiro, em Camaragibe. Além do espetáculo audiovisual, dirigido e roteirizado por Marina Mahmood, os visitantes poderão conferir uma exposição de fotos do processo do filme e uma roda de conversa com parte da equipe de produção. O acesso será gratuito.

Corpo Onírico conta a história de uma mulher que busca expandir a sua natureza, porque não pode mais contê-la. Na Ponte de Ferro, no Centro do Recife, ela encontra um arco de fogo que a transporta ao mundo sutil, onde descobre a potência ao dançar com outros seres. A obra incita o questionamento sobre como os corpos - individuais e coletivos - podem se nutrir de experiências mais diretas com a natureza interior (os instintos, a intuição e a energia vital) e como resgatar essa experiência pela criação de cenas oníricas nas paisagens.

Foram três anos de pesquisa, desenvolvimento e filmagem até a primeira exibição, em junho último, no Centro Cultural Brasil-Alemanha (CBBA) do Recife. A produção contou com o apoio do CBBA e também teve o financiamento do Fundo de Incentivo à Cultura (Funcultura). Depois do evento em Camaragibe, Corpo Onírico será introduzido a uma nova etapa: a temporada de festivais. Ao Viver, Marina Mahmood comentou o saldo positivo sobre a trajetória e a pretensão para concorrer em festivais de audiovisual. 

“O evento foi massa, bem completo, criou-se todo um ambiente com muitas respostas positivas sobre as atrações, com debate, acessibilidade, então fiquei bem feliz pela forma que foi apresentado. Estou enviando o projeto aos festivais que é possível, nem todos consigo porque são pagos”. E os resultados começaram a aparecer: Corpo Onírico foi premiado no Festival de Dança do Recife, realizado no Teatro do Parque, e no Encontro de Cinema Zózimo Bulbul, referência para diretores e diretoras negras do país.

A satisfação de Marina é tamanha que outros trabalhos devem ser alimentados com conceitos desenvolvidos em Corpo Onírico, a exemplo das contraposições entre as energias de elementos da natureza. No caso do projeto em andamento, previsto para ser lançado em 2023, a ideia é agregar a videodança à uma dança solo ao vivo.

“Tenho trabalhado em uma dança solo, que contém muito do Corpo Onírico. As ideias dos projetos estão muito imbricadas. Nesse eu trabalho muito com fogo, pirofagia, mas também tem relação com a água, da mesma forma que Corpo Onírico e os elementos da natureza possuem. Estou amadurecendo a ideia de utilizar algumas cenas de Corpo Onírico, mas é bem possível que aconteça”, indicou.

 E “amadurecimento” pode resumir o desenvolvimento técnico e pessoal da diretora nos últimos três anos. Formada no jornalismo, e com bagagem na dança e fotografia, Marina carrega uma nova percepção profissional após o acúmulo de funções. Além da direção Marina também foi produtora, roteirista e dançarina

“Eu considero esse o meu primeiro videodança oficial. Participei de outras pesquisas, de outros grupos, onde dancei por um tempo. Mas aí tinha um elenco, eu não estava produzindo algo meu, nem estava nessas outras funções de direção. Pra mim foi uma abertura total, tanto de caminho, como de cabeça, ter de lidar com pessoas diversas juntas, consolidar ideias e ter muita força para levar à frente”, destacou.
 
SERVIÇO
Exibição da videodança Corpo Onírico
Data: 29 de Novembro (terça-feira)
Horário: a partir das 20h
Local: (Cine-Teatro Bianor Mendonça Monteiro) - Av. Dr. Pierre Collier, s/n - Vila da Fábrica, Camaragibe - PE. Ponto de referência: em frente da Praça Antônio Luiz de Souza.
Acesso: gratuito
Classificação: na%u0303o recomendado para menores de 14 (catorze) anos
Tempo de duração da videodança: 17 minutos e 7 segundos (17’ 7’’)

Programação
20h: Exposição de fotografias sobre processos da videodança
20h30: Exibição de Corpo Onírico
20h50 – 21h10: Roda de Conversa 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Van Gogh Live 8K: exposição chega ao Recife e encanta público
Manhã na Clube: entrevista com Rodrigo Coutinho, secretário de esportes do Recife
Manhã na Clube: entrevista com Priscila Lapa, cientista política
Manhã na Clube: entrevista com Everaldo Silva e  Ney Araújo
Grupo Diario de Pernambuco