Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Pernambuco.cão

TECNOLOGIA

Entenda como funciona a implantação de microchips em cães e gatos

Publicado em: 06/05/2021 18:13

 (Foto: Divulgação )
Foto: Divulgação
A tecnologia se tornou uma importante aliada para os "pais de pet" cuidarem dos seus bichinhos com mais tranquilidade: o mercado de microchips para monitoramento de animais vem crescendo a cada dia, seguindo o interesse cada vez maior dos tutores em garantir a segurança dos seus cães e gatos.

No Brasil, embora não seja obrigatório, o serviço é recomendado por profissionais e oferecido por algumas empresas especializadas. Um exemplo é a U+ Seguro, recém-chegada ao mercado, que disponibiliza uma cobertura nacional para os pets, incluindo o Recife. 

"Chegamos no mercado com o objetivo de inovar na forma de distribuição de Assistência PET, e  por quê não agregar em um único produto além da Assistência PET com um combo de assistências que atendem também ao tutor do PET e a sua residência?",  explica Thiago.

Segundo a veterinária Juliana Lima Verde, o procedimento para a implementação do microchip é simples: "O dispositivo vem em uma agulha bem afiada e o microchip é implantado na pele. O veterinário registra o número no site, que pode ser verificado por qualquer pessoa no mundo" explica. 

Ainda de acordo com Juliana, não há nenhuma contra indicação para colocar o microchip em um animal. "Inclusive, o mais indicado é que ele já chegue microchipado na casa do tutor. É um procedimento rápido e super simples de realizar", defende.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ataque a tiros em escola nos EUA mata 14 alunos e um professor
Para OMS, varíola do macaco ainda pode ser contida
Manhã na Clube: Henrique Queiroz Filho (PP), Edno Melo (Republicanos) e André Morais (CORECON-PE)
Soldado russo condenado à prisão perpétua por matar civil na Ucrânia
Grupo Diario de Pernambuco