Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

MÚSICA

Cantora Mayra Clara lança seu primeiro álbum, 'MVB - Música Vingativa Brasileira'

Publicado em: 24/11/2022 14:53

 (Foto: Tatiana Lima.)
Foto: Tatiana Lima.
A cantora acreana Mayra Clara nunca poderia imaginar que cantar para as árvores e pássaros na infância seria tão definidor na sua vida. Criada desde os 4 anos na capital pernambucana, a artista teve a carreira desdobrada desde pré-adolescente, quando começou a se estudar e se dedicar à música, expandindo seu leque de relações na área, compondo o coletivo de artistas Reverbo e explorando com o passar dos anos as distintas possibilidades da interpretação com os cancioneiros do interior. Agora, após ter lançado os EPs Ímã e Vingança é prato que se come em forma de canção, Mayra dá mais um passo importante no seu trabalho, lançando nesta sexta-feira (25) nas plataformas digitais e em seu canal do YouTube hoje o álbum MBV - Música Vingativa Brasileira.

Nascido de uma experiência conturbada em um relacionamento tóxico mas também fruto de uma ideia geral que vem desde o seu último EP, lançado em 2020 com três faixas, esse projeto só foi possível através de uma campanha de financiamento coletivo e faz parte também de um intenso e longo garimpo entre as diversas canções da música popular que dialogam com a vastidão de significados da palavra 'vingança' que Mayra escolheu para trabalhar ao longo das 12 faixas. Entre as clássicas selecionadas, estão 'Olhos nos Olhos', de Chico Buarque, e 'Vingança', de Lupicínio Rodrigues, que a cantora mescla com peças contemporâneas autorais de Pernambuco, ao exemplo de 'Eu Não Quero Mais', de Igor Carvalho e Juliano Holanda, e 'Vingança', de Marcelino Freire e Revoredo.

Apesar de ter também as suas próprias composições, Mayra se considera essencialmente uma intérprete e prefere trabalhar colocando sua própria visão musical em canções brutas, e é isso que ela faz em MVB. Uma de suas principais intenções com o álbum é a de espalhar a onda da 'música vingativa' que já está presente em muitas obras célebres do cancioneiro popular e que, assim como sua própria carreira, se desdobra em inúmeras possibilidades do sentimento humano. Todas as faixas escolhidas lidam de alguma maneira com emoções difíceis, frequentemente tratadas como tabus ou simplesmente ignoradas, que, aqui, conversam entre si como parte fundamental da vida e das relações.

"Eu gosto muito de usar as ideias de Nietzsche, que dizia: 'Sem música a vida seria um erro', e de Ferreira Gullar, 'A arte existe porque a vida não basta'. Ou seja, na prática, a música - e a arte de modo geral - é por si só uma forma de vingança, de catarse, de libertação e de desabafo diante das coisas que nos movem e nos atormentam. E é muito importante que a gente fale desses sentimentos até mesmo como uma forma de libertá-los nas outras pessoas", explica Mayra. "O que eu costumo fazer é selecionar canções que se encaixam com aquilo que eu sinto que serei capaz de canalizar de modo verdadeiro, transformando as letras e melodias em algo pessoal. Como intérprete, eu empresto a minha voz para a história de outras pessoas, mas com as quais eu consigo me conectar e, assim, transmitir aquela emoção", completa.

Na conversa com o Viver, a cantora ainda ressaltou a importância do coletivo Reverbo tanto na sua formação enquanto artista como nas ligações afetivas que são construídas entre os participantes do grupo, que começou com 10 pessoas e tem, hoje, 29. "É um encontro muito espontâneo. Quanto mais artistas entram na Reverbo, mais esses laços afetivos e musicais se estreitam e se fortalecem, porque, mesmo que tenhamos cada um a nossa própria individualidade artística, fazemos muitas composições em conjunto e estamos sempre numa colaboração criativa".
TAGS: mvb | clara | mayra |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Brasil joga para avançar na Copa
Manhã na Clube: entrevista com Deputado Alberto Feitosa (PL) e Cônsul da Suíça em PE Rodolfo Fehr
Manhã na Clube: entrevista com Dorgivânia Arraes e  Dr. Adriano Calado
Brasil estreia com vitória na Copa do Mundo 2022
Grupo Diario de Pernambuco