Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Música

Com homenagem a Marília Mendonça, Grammy Latino será nesta quinta (18)

Publicado em: 18/11/2021 15:11

O canal Bis será responsável pela primeira transmissão ao vivo do Grammy Latino na televisão brasileira. A cerimônia, que será realizada a partir das 22h desta quinta (18/11), contará com uma homenagem a Marília Mendonça (Reprodução/Instagram)
O canal Bis será responsável pela primeira transmissão ao vivo do Grammy Latino na televisão brasileira. A cerimônia, que será realizada a partir das 22h desta quinta (18/11), contará com uma homenagem a Marília Mendonça (Reprodução/Instagram)
Diretamente de Las Vegas (Estados Unidos), o Grammy Latino, maior premiação da música da latina, será transmitido nesta quinta-feira (18/11). A partir das 22h, o canal Bis será responsável pela primeira transmissão ao vivo da cerimônia na televisão brasileira. Já o canal Multishow exibirá, no domingo (21/11), os melhores momentos da premiação, que será comandada pelas atrizes Ana Brenda Contreras e Roselyn Sánchez e pelo músico Carlos Rivera. O pré—evento também terá transmissão em português, a partir das 19h30, por meio do canal do Grammy Latino no YouTube.

Ao lado dos brasileiros Anitta, Giulia Be, Carlinhos Brown e Laercio da Costa, Gloria Estefan comandará etapa inicial na cerimônia. A apresentação conjunta contará com a performance das músicas Abriendo puertas, Cuando hay amor e Magalenha, grandes sucessos da carreira de Gloria.

Além da participação no musical da cantora cubana, Anitta afirmou, por meio das redes sociais, que fará parte de uma homenagem à sua amiga pessoal e cantora Marília Mendonça, morta no início de novembro. Após a morte de Marília, Manuel Abad, CEO da Academia Latina da Gravação, também homenageou a artista por meio das redes sociais do Grammy Latino. “Sentiremos falta de Marília Mendonça, mas seu legado viverá para sempre na sua música”, escreveu Abad.

Outra performance muito esperada é a de Christina Aguilera. Acompanhada por Becky G, Nathy Peluso e Nicki Nicole, Christina fará a estreia ao vivo de Pa’ mis muchachas e Somos nada, faixas de seu novo projeto em espanhol. A apresentação marcará o retorno da cantora norte—americana para os palcos do Grammy Latino após 21 anos.

Ozuna, Bad Bunny, Danna Paola, Jorge Drexler, Pablo Alborán, Alejandro Fernández, Maná, Myke Towers, Camilo, Gente de Zona, Gloria Trevi, Juanes e C. Tangana também têm apresentações confirmadas na cerimônia.

Indicados ao 22° Grammy Latino
Além de ser uma das homenageadas da noite, Marília Mendonça ainda concorre ao prêmio de Melhor álbum de música sertaneja. Em 2019, Marília foi a vencedora da mesma categoria, pelo projeto Todos os cantos.

Já a brasileira Nana Caymmi concorre na categoria Álbum do ano, principal prêmio da noite, ao lado de nomes internacionais como Juanes e Paula Arenas, com o álbum Nana, Tom e Vinicius. Giulia Be, por sua vez, é a única brasileira que concorre na categoria Artista revelação, com apenas 22 anos de idade.

Os brasilienses da banda Scalene também concorrem pela segunda vez ao Grammy na categoria Melhor álbum de rock ou de música alternativa em língua portuguesa. Em 2016, o grupo foi vencedor da mesma categoria, pelo trabalho Éter. Vitor Kley, Anavitória, Tuyo, Duda Beat e Maneva são outros artistas nacionais indicados que estarão presentes na cerimônia.

Confira os principais indicados do 22° Grammy Latino
 
Gravação do ano

Si hubieras querido — Pablo Alborán
Todo de ti — Rauw Alejandro
Un amor eterno (Versión balada) — Marc Anthony
A tu lado — Paula Arenas
Bohemio — Andrés Calamaro e Julio Iglesias
Vida de rico — Camilo
Suéltame, Bogotá — Diamante Eléctrico
Amén — Ricardo Montaner, Mau y Ricky, Camilo e Evaluna Montaner
Dios así lo quiso — Ricardo Montaner e Juan Luis Guerra
Te olvidaste — C. Tangana e Omar Apollo
Talvez — Caetano Veloso e Tom Veloso

Álbum do ano

Vértigo — Pablo Alborán
Mis amores — Paula Arenas
El último tour del mundo — Bad Bunny
Salswing — Rubén Blades e Roberto Delgado & Orquesta
Mis manos — Camilo
Nana, Tom, Vinicius — Nana Caymmi
Privé — Juan Luis Guerra
Origen — Juanes
Un canto por México, Vol. II — Natalia Lafourcade
El Madrileño — C. Tangana

Canção do ano

A tu lado — Paula Arenas
A veces — Diamante Eléctrico
Agua — Tainy & J Balvin
Canción bonita — Carlos Vives & Ricky Martin
Dios así lo quiso — Ricardo Montaner & Juan Luis Guerra
Hawái — Maluma
Mi guitarra — Javier Limón, Juan Luis Guerra e Nella
Patria y vida — Yotuel, Gente De Zona, Descemer Bueno, Maykel Osorbo e El Funky
Que se sepa nuestro amor — Mon Laferte e Alejandro Fernández
Si hubieras querido — Pablo Alborán
Todo de ti — Rauw Alejandro
Vida de rico — Camilo

Artista revelação

Giulia Be
María Becerra
Bizarrap
Boza
Zoe Gotusso
Humbe
Rita Indiana
Lasso
Paloma Mami
Marco Mares
Juliana Velásquez

Melhor álbum de pop contemporâneo em língua portuguesa

Cor — Anavitória
A bolha — Vitor Kley
Duda Beat & Nando Reis — Nando Reis e Duda Beat
Será que você vai acreditar? — Fernanda Takai
Chegamos sozinhos em casa vol1 — Tuyo

Melhor álbum de rock ou de música alternativa em língua portuguesa

Álbum rosa — A Cor Do Som
Emidoinã — André Abujamra
OXEAXEEXU — BaianaSystem
Assim tocam meus tambores — Marcelo D2
Fôlego — Scalene
O bar me chama — Velhas Virgens

Melhor álbum de samba/pagode

Rio: Só vendo a vista — Martinho Da Vila
Sempre se pode sonhar — Paulinho Da Viola
Nei Lopes, Projeto Coisa Fina e Guga Stroeter no pagode black tie — Nei Lopes, Projeto Coisa Fina e Guga Stroeter
Samba de verão — Diogo Nogueira
Onze — Vários Artistas

Melhor álbum de música popular brasileira

Canções d’além mar — Zeca Baleiro
H.o.j.e — Delia Fischer
Tempo de viver — Thiago Holanda
Bom mesmo é estar debaixo d’água — Luedji Luna
Do meu coração nu — Zé Manoel

Melhor álbum de música sertaneja

Tempo de romance — Chitãozinho e Xororó
Daniel em casa — Daniel
Patroas — Marília Mendonça e Maiara & Maraísa
Conquistas — Os Barões da Pisadinha
Pra ouvir no fone — Michel Teló

Melhor álbum de música de raízes em língua portuguesa

Sambadeiras — Luiz Caldas
Do coração — Sara Correia
Orin a língua dos anjos — Orquestra Afrosinfônica
Eu e vocês — Elba Ramalho
Arraiá da Veveta — Ivete Sangalo

Melhor canção em língua portuguesa

A cidade — Chico Chico e João Mantuano
Amores e flores — Melim
Espera a primavera — Nando Reis
Lágrimas de alegria — Maneva e Natiruts
Lisboa — Anavitória e Lenine
Mulheres não têm que chorar — Ivete Sangalo e Emicida
TAGS: grammy | música |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Erupção de vulcão na ilha de Java deixou 34 mortos
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT/PE), Almir Mattias e Renata Berenguer
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Grupo Diario de Pernambuco