Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

ARTES VISUAIS

Recifense Derlon faz ode ao mar em nova exposição na Amparo 60

Publicado em: 02/09/2021 10:33 | Atualizado em: 02/09/2021 11:13

 (Foto: Lucas Lima/Divulgação)
Foto: Lucas Lima/Divulgação

No hall de entrada da Amparo 60, há o mar. Ele, que já estava tão perto do prédio onde fica a galeria, na praia de Boa Viagem, agora inunda as paredes em preto e branco e faz boiar seus objetos por meio da arte do artista plástico Derlon, que inaugura nesta quinta-feira (2) a exposição Boa Viagem. Um dos principais destaques pernambucanos das artes visuais dos últimos anos, em especial por seu trabalho colocando o grafite para dialogar com a xilogravura, Derlon propõe uma imersão nas águas salgadas por meio do sentimento de estar em casa ali.

"Se o tema é o mar, você está dentro dele, no meio. Aonde você olha, você olha o horizonte, dentro do conjunto das paredes, como uma pintura só. Pensei sobre as figuras, os elementos. Eu usei como referência o pescador, a pessoa que vai ao mar e volta, que a gente deseja uma volta. Por isso que o nome é Boa Viagem, que calhou com o nome do bairro", relata Derlon. O universo imagético e simbólico do mar, entre faróis e sereias, sempre esteve bastante presente em sua obra. Durante esse processo criativo, ele foi embalado pelas canções do baiano Dorival Caymmi, talvez o nome da música brasileira que mais poderosamente ligou sua obra ao mundo dos oceanos e pescadores.

Ele volta à Amparo 60 dois anos após sua última exposição, batizada de A beleza do tempo, na qual explorou a fotopintura em quadros. Agora, busca outra relação com os suportes, utilizando o espaço em prol de uma tridimensionalidade imersiva a partir de sua larga experiência enquanto muralista. Também buscou os suportes de objetos para realizar suas pinturas, como um barquinho e uma moringa, que ressaltam o caráter caseiro no qual imagina o seu mar.

Foi uma intensa pesquisa para descobrir como ocuparia aquele espaço mais reduzido com um grande impacto. "Eu comecei com o grafite nas ruas, então aquela necessidade de saber ocupar os espaços da rua, como intervir, era a parede que falava qual o desenho a se inserir ali. Isso contribuiu muito para minha pessoa sobre como ocupar espaços e acabei levando isso para ambientes institucionais, como as galerias, não ficar conformado em só colocar quadros, mas ocupá-los da melhor forma possível", relata Derlon.

Atualmente radicado em São Paulo, ele acredita que sua distância do mar e dos espaços que habitam seu imaginário artístico fortalece um caráter saudosista constantemente presente em seu trabalho. "O próprio preto e branco é intencional. Eu já trabalhei com cor, mas não trabalho mais. Quero o preto e branco porque traz essa coisa do passado, afeta nossa psicologia e remete a uma memória", elabora. Mas estando lá ou aqui, Derlon acredita que essa faceta da memória sempre permeará seu trabalho. O mar é um desses elementos, sempre presente em suas lembranças, algo que acredita ser inerente a todo pernambucano que viveu no litoral.

Quando termina o dia após os trabalhos de montagem, ele caminha pela orla da praia que dá nome ao projeto. E o convívio com o mar dentro e fora das paredes vem fazendo bem e oxigenando suas ideias. Dentro desse fluxo intenso que a paisagem traz à sua criatividade, é preciso filtrar alguns vislumbres para não abarrotar o espaço da exposição. "A gente precisa ter o comportamento devido para a instalação não ficar pesada. Eu queria ir lá pra Brasília Teimosa, pegar um barco de pescador e colocar dentro da galeria. A ideia era boa, mas ia ficar desproporcional. Deixei quieto."

A exposição faz parte do projeto Mirada, idealizado por Lúcia Costa Santos, que vem realizando exposições no espaço da antessala da Amparo 60. Ele é realizado em parceria com a SpotArt e conta com texto curatorial de Mariana Oliveira.

SERVIÇO
Exposição Boa Viagem, de Derlon
Quando: até 2 de outubro
Onde: Amparo 60 (Rua Artur Muniz, 82, salas 13 e 14, Boa Viagem)
Quanto: acesso gratuito
Agendamento: (81) 99986-0016
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: Lucas Ramos (Sec. de Ciência e Inovação de Pernambuco) e dr. Catarina Ventura
Na ONU, Bolsonaro diz ser contra passaporte sanitário
Manhã na Clube: Augusto Coutinho, Laurice Siqueira, Frederico Preuss Duarte e Kaio Maniçoba
Estudante abre fogo e mata pelo menos seis pessoas em universidade russa
Grupo Diario de Pernambuco