Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

INFLUÊNCIA

BTS na ONU: Em vez de 'geração perdida', chame de 'geração acolhedora'

Publicado em: 20/09/2021 16:45

 (crédito: ONU / Ariana Lindquist)
crédito: ONU / Ariana Lindquist
Os sete integrantes do grupo BTS emocionaram líderes mundiais na abertura da 76ª Assembleia Geral da ONU nesta segunda-feira (20). Ao falar sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), o grupo coreano transmitiu uma mensagem de esperança frente aos desafios que os jovens devem continuar enfrentando ao longo dos próximos anos. “Estamos aqui hoje para compartilharmos a história das nossas futuras gerações”, introduziu RM.

“Às vezes, parece que o mundo está parado, parece que você perdeu seu rumo. Teve uma época em que nós também nos sentimos assim”, disse Jin. Um por um, os ídolos do K-Pop revezaram as falas e conduziram um discurso de crescente otimismo, mesmo partindo das diversas crises colocadas pela realidade atual.

Antes de chegar ao evento, o grupo já havia dado o primeiro exemplo para a próxima geração, ao fazer questão de explicitar que os sete integrantes foram vacinados contra a Covid-19. Confira o discurso completo com tradução simultânea em inglês.

Recuperação
 
“Tivemos a sensação invasiva de pavor de que nosso tempo no mundo é limitado. Acabamos de falar sobre as coisas que lamentamos e estremeço em pensar sobre o luto sobre a Terra. Todos concordam que a mudança climática é um problema importante, mas falar sobre a melhor solução pode não ser fácil. É um tópico sobre o qual é difícil tirar conclusões,” refletiu J-Hope.

Para o grupo, que é idolatrado pela geração Z em todo o mundo, a juventude não ficará inerte frente ao que precisa ser mudado. Ao contrário, são eles os donos da grande força de vontade e curiosidade científica decisivas para mudar o destino do planeta.

“Aprendi que há muitos jovens interessados em questões ambientais e que optam por ela como área de estudo. O futuro é um território inexplorado e é onde nós mais do que ninguém passaremos nosso tempo. E eles estão em busca de respostas”, acrescentou RM.

E coube a JIM dizer a frase de maior impacto do discurso do grupo: “Em vez de chamá-los de geração perdida, podemos chamá-los de geração acolhedora. Em vez de temer as mudanças, eles as abraçam”.
 
RM finalizou lembrando que é preciso acreditar nas possibilidades para não esmorecer diante de grandes desafios. “Mesmo quando o inesperado acontecer, não perderemos nosso caminho, descobriremos novos”, antecipou.

Performance na sede da ONU
 
Depois do discurso, o grupo apresentou uma performance exclusiva do single Permission to Dance. RM, Jin, Suga, J-Hope, Jimin, V e Jungkook começam dançando no salão principal do prédio das Nações Unidas em Nova York, saem pelas sete portas do edifício sede e chegam até a rua para dançar uma espécie de flash mob pela cidade.

A canção tem um tom similar ao discurso, com uma letra que destaca a resiliência da juventude em frases como “Não precisamos nos preocupar, porque quando caímos, sabemos como pousar” e o refrão “não precisamos de permissão para dançar”.
TAGS: onu | bts |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Baixas na equipe de Guedes
Trump anuncia planos para lançar nova rede social
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Grupo Diario de Pernambuco