Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

LUTO

Morre o crítico Alfredo Bosi, aos 85 anos, vítima da Covid-19

Publicado em: 07/04/2021 12:59

 (Foto: USP/Divulgação
)
Foto: USP/Divulgação
Um dos maiores críticos literários do país e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), Alfredo Bosi morreu nesta quarta-feira (7), aos 85 anos, o acadêmico estava internado em São Paulo devido a um diagnóstico positivo da Covid-19, que se desenvolveu para uma pneumonia. Devido às medidas de distanciamento e isolamento social impostas pela pandemia, não haverá velório.

Autor, professor e crítico, Alfredo Bosi contribuiu de forma indiscutível para literatura brasileira e em estudos da língua portuguesa e italiana. Ele era o sétimo ocupante da cadeira número 12 da Academia Brasileira de Letras (ABL) e tornou-se membro em 2003.

Nascido em São Paulo, em 1936, Bosi formou-se em letras pela Universidade de São Paulo (USP) em 1960 e partiu para uma especialização em literatura italiana em Florença, na Itália. Voltou ao Brasil para lecionar o tema na USP. Posteriormente voltou o foco para literatura brasileira e assumiu um cargo de professor titular no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Na carreira acadêmica, ocupou a Cátedra Brasileira de Ciências Sociais Sérgio Buarque de Holanda da Maison des Sciences de l’Homme em Paris.

Como autor escreveu livros importantes para o estudo da literatura brasileira, títulos como Pré-Modernismo (1966), História Concisa da Literatura Brasileira (1970), O ser e o tempo da poesia (1977) e Céu inferno: ensaios de crítica literária ideológica (1988). Alfredo deixa a esposa Ecléa Bosi, escritora e professora do Instituto de Psicologia da USP, e dois filhos, Viviana e José Alfredo.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Em Cúpula do Clima, Bolsonaro promete neutralidade de carbono até 2050
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 22/04
Após polêmicas, Superliga Europeia é suspensa
Família Floyd volta a respirar: policial é condenado pela morte de homem negro
Grupo Diario de Pernambuco