Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

FESTIVAL

Divulgada programação completa do 2º Cine Arcoverde, festival virtual e gratuito

Publicado em: 19/03/2021 16:16 | Atualizado em: 19/03/2021 16:20

Mestre Severina Lopes tem sua história contada por sua neta no documentário "Mulheres da Roda do Samba de Coco Arcoverdense" (Foto: Cine Arcoverde/Divulgação)
Mestre Severina Lopes tem sua história contada por sua neta no documentário "Mulheres da Roda do Samba de Coco Arcoverdense" (Foto: Cine Arcoverde/Divulgação)

Tendo sua primeira edição em 2018, o Cine Arcoverde retorna este ano com uma edição totalmente virtual e gratuita, mas com programação cheia. A 2ª Mostra de Cinema Independente de Arcoverde tem início hoje e vai até sábado (27) com uma grade de oficinas, masterclasses e exibição de 41 filmes, sendo mais da metade deles protagonizado, dirigido ou co-dirigido por mulheres. O festival é mais um produto cultural incentivado pela Lei Aldir Blanc.

Devido a dificuldade de distribuição de novos filmes pela pandemia, todas as seis mostras não serão competitivas, e sim voltadas para divulgar o cinema independente por diferentes enquadramentos geográficos (Mostra Sertões; Mostra Pernambuco; Mostra Brasil) ou identitários (Mostra Diversidade; Mostra Olho d’Água; Mostra Outros Olhares, Outros Sentidos). As primeiras cinco mostras tiveram a curadoria de Alexandre Taquary e Thay Limeira, enquanto a Mostra Outros Olhares, Outros Sentidos é uma parceria com o festival VerOuvindo, que se dedica ao cinema acessível e com audiodescrição.

Nas produções de realizadores sertanejos ou sobre a região, o longa-metragem convidado é o elogiadíssimo “Sertânia” de Geraldo Sarno, que estreou no Festival Ecrã do ano passado e tem circulado bastante nos festivais. Já nas produções recifenses, um dos destaques é o documentário “Espero que esta te encontre e que estejas bem”, de Natara Ney, que investiga uma história de amor à distância na década de 50 através do lote de 110 cartas recuperadas em uma feira de antiguidades.

 

"Espero que esta te encontre e que estejas bem" é um dos destaques da Mostra Pernambuco (Foto: Embaúba Filmes/Divulgação)
"Espero que esta te encontre e que estejas bem" é um dos destaques da Mostra Pernambuco (Foto: Embaúba Filmes/Divulgação)

 

Segundo os realizadores, o Cine Arcoverde é uma oportunidade não somente para conhecer obras, mas também para ensinar e profissionalizar iniciantes da área, especialmente os jovens e adultos arcoverdenses em formação. Tanto na terça (23) quanto na quarta-feira (24), ocorrem debates abertos pelo youtube para todo o público, com as temáticas de “As intersecções do Cinema Cuir brasileiro” e “A importância do resgate dos cinemas de rua de Pernambuco”, respectivamente. Este último, que começa a partir das 19h, contará com o idealizador do festival Djalma Galindo, a atual secretária de cultura de Arcoverde, Juliana Aguiar, e representantes do coletivo Cine Rua.

Dentre as atividades com vagas limitadas, estão as oficinas e masterclasses que ocorrem ao longo da semana por encontros virtuais no Zoom com os participantes inscritos que foram selecionados nesta sexta-feira (19). O grande destaque vai para a masterclass ministrada por Hilton Lacerda, roteirista e diretor pernambucano responsável por inúmeros trabalhos elogiados como “Tatuagem”, “A Febre do Rato” e “Amarelo Manga”. A aula intitulada “Construindo Diegeses - Reflexões sobre escrita criativa cinematográfica” promete trazer toda a experiência adquirida por Hilton como roteirista desde seu primeiro trabalho de destaque, “Baile Perfumado”, dirigido por Lírio Ferreira.

Para abrir a semana do festival, os organizadores preparam a exibição de um pocket show de samba de coco das Irmãs Lopes, do Raízes de Arcoverde e da Trupé de Arcoverde, além dos brincantes do Riso da Terra. Já para o encerramento, no sábado (27), acontece a Sessão Especial Rocky Lane, que homenageia a figura lendária que se vestia de cowboy na cidade e defendia o antigo Cinema Bandeirante. Às 10h, será exibido o documentário “Mulheres da Roda do Samba de Coco Arcoverdense”, de Amanda Lopes, e depois o evento finaliza com o curta-metragem “Histórias que se Cruzam”, de Vertin Moura.

Os filmes ficarão por 24h disponíveis no site cinearcoverde.com. Confira a programação completa do festival aqui:

 

Mostra Sertões (filmes produzidos por realizadores de origem sertaneja ou cuja temática seja os diversos "sertões" brasileiros)

Curtas-metragens:

A Vida é Coisa que Segue | Ficção | 15 min, de Bruna Schelb Corrêa (MG)

Assum Preto | Animação | 03 min, de Bako Machado (Arcoverde-PE)

Margarida, presente! | Doc | 06 min, de Shaynna Pidori (Serra Talhada-PE) 

Michele de Michele Mesma: Narrativas de uma Mulher Sertaneja | Doc | 12 min, de Michele Menezes (Ribeiro do Amparo-BA)

Ser Tão Nossa | Ficção | 09 min, de Antonio Fargoni (Quixadá-CE)

A Nave de Mané Socó | Ficção | 18 min, de Severino Dadá (Pedra-PE)

Longa convidado: Sertânia | Ficção | 97 min, de Geraldo Sarno (Ceará e Bahia)

Mostra Pernambuco (filmes realizados em Pernambuco ou por realizadores pernambucanos)

Curtas-metragens:

Pega-se Facção | Doc | 13 min, de Thaís Braga (Caruaru-PE)

O Mundo de Clara | Animação | 07 min, de Ayodê França (Recife-PE)

Uma Força Extraordinária | Doc | 24 min, de Amandine Goisbault (Recife-PE)

Movido a Futebol | Documentário | 11 min, Matheus Rocha (Recife-PE)

Un | Animação | 02 min, de Paulo Leonardo (Camaragibe-PE)

O Caminho das Águas | Fic/Doc | 09 min, de Antonio Fargoni e Karla Ferreira (Taquaritinga do Norte-PE)

Longa convidado: Espero que esta te encontre e que estejas bem | Doc | 84 min, de Natara Ney (Recife-PE)

Mostra Brasil (filmes nacionais independentes premiados no circuito de festivais atuais ou que tenham tido relevância nacional nos últimos dois anos)

Curtas-metragens:

Novo Mundo | Ficção | 21 min, de Natara Ney e Gilvan Barreto (Rio de Janeiro-RJ)

A Tradicional Família Brasileira Katu | Doc | 20 min, de Rodrigo Sena (Natal-RN)

Vai Melhorar | Ficção | 17 min, de Pedro Fiuza (Natal-RN)

Por Outras Primaveras | Ficção | 21 min, de Anna Mol (Belo Horizonte-MG)

A Barca | Ficção | 19 min, de Nilton Resende (Maceió-AL)

Em Reforma | Ficção | 20 min, de Diana Coelho (Natal-RN)

Longa convidado: Pajeú| Ficção | 73 min , de Pedro Diógenes (Fortaleza-CE)

Mostra Diversidade (composta de obras nacionais inseridas no universo temático da diversidade de gênero e sexualidade)

Curtas-metragens:

Marie | Ficção | 25 min, de Leo Tabosa (Recife-PE)

Os Últimos Românticos do Mundo | Ficção | 22 min, de Henrique Arruda (Recife-PE)

Colômbia | Ficção | 16 min, de Manuela Andrade (Recife-PE)

Perifericu | Ficção | 20 min, de Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira (São Paulo-SP)

E Agora, Maria? | Ficção | 25 min, de Bruna Maria e Camila Gregório (Cachoeira-BA)

Lamento de Força Travesti | Videoclipe | 04 min, de RENNA (Buíque-PE)

Longa convidado: Mães do Derick | Doc | 77 min, de Dê Kelm (Matinhos-PR)

Mostra Olho D'água (mostra criada para dar visibilidade aos produtores de Arcoverde e entorno)

Curtas-metragens:

A Sonora do Pife no Batuque da Zabumba | Doc | 14 min, de Lula Moreira (Arcoverde-PE)

Arcano 13 - O Ensaio Sobre a Morte e a Vida | Animação | 05 min, de Bako Machado (Arcoverde-PE)

P.S. (Parte 1) | Ficção | 11 min, de Hícaro Nogueira (Serra Talhada-PE)

P.S. (Parte 2) | Ficção | 21 min, de Hícaro Nogueira (Serra Talhada-PE)

A Última Batalha da Ilusão | Doc | 19 min, de Paulo Henrique Pontes Ferreira (Garanhuns-PE)

Longa convidado: O Bem Virá | Doc | 78 min, de Uilma Queiroz (Afogados da Ingazeira-PE)

Mostra Outros Olhares, Outros Sentidos (composta por produções que contemplem a acessibilidade)

Cordel: Poesia com Acessibilidade| Doc | 22 min, de Paulo Roberto de Lima Ferreira e Lígia Kiss (Mossoró-RN)

Catimbau | Experimental | 23 min, de Lucas Caminha (Buíque-PE)

Cor de Pele | Doc | 15 min, de Livia Perini (Olinda-PE)

Nova Iorque | Ficção | 24 min, de Leo Tabosa (Serra Talhada-PE)

Pega-se Facção | Doc | 13 min, de Thais Braga (Caruaru-PE)

Uma Força Extraordinária | Doc | 24 min, de Amandine Goisbault (Recife - PE)

Vai Melhorar | Ficção | 17 min, de Pedro Fiuza (Natal - RN)

Em Reforma | Ficção | 20 min, de Diana Coelho (Natal - RN)

Longa convidado: Cadê, Edson? | Doc | 74 min, de Dácia Ibiapina (Brasília-DF)

Sessão Especial Rocky Lane (homenagem)

Filmes: Mulheres da Roda do Samba de Coco Arcoverdense | Doc | 37 min, de Amanda Lopes (Arcoverde-PE)

Histórias Que se Cruzam | Experimental | 10 min, de Vertin Moura (Arcoverde-PE)

 

DEBATES

Título: As Interseções do Cinema Cuir brasileiro. Data: 23 de março às 20h30 Renna Costa, Gabi Cavalcante e Rosa Caldeira, com mediação de Thay Limeira.

Título: A Importância do resgate dos cinemas de rua de Pernambuco. Data: 24 de março às 19h Djalma Galindo (realizador do documentário Uma Balada Para Rocky Lane), Juliana Aguiar (Secretária de cultura de Arcoverde) e representantes do coletivo Cine Rua.

 

Atividades formativas:

OFICINAS

Gerando Um Filme: Oficina de Produção Executiva | por Tarsila Tavares Data: 23 a 27 de março, das 9h às 12h. A oficina abordará aspectos da produção executiva de curtas-metragens de baixo orçamento tendo como base o mercado pernambucano atual. Os participantes terão oportunidade de elaborar seus projetos audiovisuais com exposição de conteúdo didático e consultorias individuais.

Organizando Um Filme: Oficina de Assistência de Direção | por Anny Stone e Pethrus Tibúrcio Data: 24 a 27 de março, das 19h às 22h. O curso vai discutir atividades específicas dessa profissão, passando por decupagem de roteiro à análise técnica e orientação da equipe. Profissional responsável por identificar as demandas de cada roteiro, organizar e coordenar a filmagem de uma obra em conjunto com todos os departamentos.

 

MASTERCLASS

Construindo Diegeses - Reflexões sobre escrita criativa cinematográfica | por Hilton Lacerda Data: 23 de março às 19h. O diretor e roteirista Hilton Lacerda irá discutir os seus processos criativos e os desafios da escrita cinematográfica, abordando desde a pesquisa, a construção de diálogos e criação de personagens, tendo como base alguns dos seus trabalhos.

Cinema Pernambucano: Um Breve Panorama da Produção Local e Vislumbres do Porvir | por João Vieira Jr. Data: 25 de março às 19h. O renomado produtor João Vieira Jr. irá expor através de sua óptica a história do cinema pernambucano recente, com enfoque na produção do estado diante da atual conjuntura política e social. Seu discurso será ilustrado por estudos de casos, vivências e curiosidades.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Em Cúpula do Clima, Bolsonaro promete neutralidade de carbono até 2050
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 22/04
Após polêmicas, Superliga Europeia é suspensa
Família Floyd volta a respirar: policial é condenado pela morte de homem negro
Grupo Diario de Pernambuco