Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Comemoração

Clube das Pás celebra 133 anos de tradição

Publicado em: 19/03/2021 10:24 | Atualizado em: 19/03/2021 14:35

O clube de frevo mais antigo em funcionamento do Brasil é também um reduto da música romântica da capital. (Foto: Divulgação)
O clube de frevo mais antigo em funcionamento do Brasil é também um reduto da música romântica da capital. (Foto: Divulgação)

Marcado por histórias e tradições e atual pentacampeão do Carnaval do Recife, o Clube das Pás completa hoje 133 anos de fundação. O clube de frevo mais antigo em funcionamento do Brasil é também um reduto da música romântica da capital, por onde já passaram nomes como Roberta Miranda, Arlindo Cruz, The Fevers, Reginaldo Rossi, Beto Barbosa, Trio Irakitan, Agnaldo Timóteo, Fernando Mendes, Gilliard, Adilson Ramos e muitos outros. Para marcar a data, a agremiação iria promover uma live especial, com participação de Altemar Dutra Junior, mas a atração foi cancelada por causa do decreto do Governo de Pernambuco. “Com fé em Deus, venceremos essa batalha e estaremos juntos em breve, nos salões do Clube das Pás”, ressaltou o presidente Rinaldo Lima.

A história do Clube das Pás remonta à fundação, em 19 de março de 1888, dois meses antes da abolição da escravatura no Brasil. O Recife fervia no carnaval, enquanto um navio cargueiro atracado no Porto do Recife precisava ser abastecido de carvão, às pressas, para seguir viagem. Como não tinha trabalhador interessado na tarefa em plena folia, uma empresa encarregada do abastecimento ofereceu pagamento dobrado aos estivadores. Daí, o comerciante português Antônio Rodrigues reuniu um grupo de homens dispostos a deixar a folia de lado e tratar de fazer o trabalho por uma remuneração maior.

Depois do serviço concluído e com dinheiro no bolso, o grupo de foliões, formado por Francisco Ricardo Borges, Manoel Ricardo Borges, João da Cruz Ferreira e João dos Santos, botou as pás de carvão nas costas e foi comemorar no Clube dos Caiadores. Enquanto brincavam o carnaval, eles tiveram a ideia de fundar um clube carnavalesco. Começaram a discutir os nomes: Clube das Pás de Carvão, Clube das Douradinhas e Anjos da Boa Vista. No final, foi escolhido Bloco das Pás de Carvão.

Solidariedade
Nos últimos anos, o Clube das Pás passou por reformas importantes e vem investindo em estrutura e projetos sociais, levando solidariedade para comunidades vizinhas. A agremiação lançou o projeto Cozinha Solidária das Pás, para levar refeição gratuita aos mais necessitados que moram nas comunidades vizinhas, mediante cadastro prévio. Diariamente, serão servidos almoço e jantar, com alimentos frutos de doações e preparados por cozinheiras voluntárias. “Todos podem e devem ajudar, doando alimentos não-perecíveis. Recebemos as doações diariamente, em qualquer horário. Com os alimentos, nossas cozinheiras solidárias vão poder produzir almoço e jantar para quem tem fome, num gesto de amor de todos que fazem o Clube das Pás”, ressaltou Rinaldo Lima.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 16/04
Carta aberta pede quebra de patentes de vacinas de Covid-19
Grupo Diario de Pernambuco