Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

TV

Pernambucana Luisa Arraes e Caio Blat superaram DRs ao gravarem em casa Amor e Sorte

Publicado em: 29/09/2020 16:45 | Atualizado em: 29/09/2020 16:53

As gravações de Amor e Sorte foram feitas no local onde Luisa Arraes e Caio Blat passam a quarentena (Foto: Sergio Zalis/Globo)
As gravações de Amor e Sorte foram feitas no local onde Luisa Arraes e Caio Blat passam a quarentena (Foto: Sergio Zalis/Globo)

O casal de atores Luisa Arraes, 26, e Caio Blat, 40, tiveram que intensificar a convivência para dar vida a Manoel e Teresa no último episódio da série Amor e Sorte (Globo), que vai ao ar nesta terça-feira (29). Apesar de cada um ter sua casa, eles tiveram que ficar mais próximos e acabaram tendo que superar algumas DRs. "Fazer uma série dentro de casa é uma experiência muito radical. Nós aprendemos a decidir tudo juntos, dando palpites um no trabalho do outro. Aprendemos a ter essa troca. Após as DRs diárias, a gente ia entrando em acordo. Todo dia era um avanço na relação de tipo um mês", afirma Luisa.

De acordo com Blat, por mais que tenha ocorrido algum estresse, tudo era resolvido. E o resultado foi um dos trabalhos mais legais e desafiadores que ambos já fizeram. "Nós ficamos um dia juntos, começamos a brigar por tudo. Aí cada um ia para sua casa e depois voltava ao normal. Sempre vamos ser parceiros." No episódio deles, ambos acabam de se conhecer em um final de semana e decidem desligar os celulares. Então, passam o tempo namorando, se conhecendo, vendo séries, sonhando em fazer filmes juntos. Quando chega a segunda-feira, se despedem e descobrem que o mundo não é mais o mesmo.

E é nessa hora que tudo vem abaixo. Eles precisarão ficar quarentenados juntos mesmo que tenham acabado de se conhecer. "E então começa um mundo de revelações. Ela descobre várias coisas que ele contou e não era verdade e vice-versa. Ele fala que não pode ir para casa, pois mora com a mãe, e ela lembra que ele tinha dito que morava sozinho", aponta Caio.

Até experiências da vida real eles levaram para a série. Isso porque os atores, tiveram que sair para comprar remédios em meio à pandemia, e um fotógrafo fez imagens deles na rua. Eles então resolveram chamar o fotógrafo para que a imagem tirada fosse deles segurando os remédios para provar o motivo da saída. Essa cena que aconteceu na realidade será transportada para o episódio.

"Esse trabalho nos despertou a vontade de trabalhar em outras frentes. Adorei dar foco em câmera. O Caio gostou de direção de arte. Queríamos retribuir, então editávamos os vídeos e mandávamos para a equipe", lembra Luisa. Nesse projeto, são os próprios atores que filmam e fazem tudo com um equipamento enviado pela emissora. E de forma remota diretores e equipe vão ajudando. Para o autor Jorge Furtado, o episódio terá muito a ensinar. "Vai fazer refletir sobre algumas coisas como a importância da arte e da ciência. Na trama o personagem do Caio é engenheiro químico e o dela é atriz. São duas frentes que andam juntas e são de extrema relevância", diz Furtado.

MAIS EPISÓDIOS INDEPENDENTES
A série "Amor e Sorte" foi criada como uma opção para manter produções inéditas mesmo as restrições impostas pela pandemia. Assim, a Globo recrutou artistas que estavam juntos nesse período de isolamento social. Entre eles estão as atrizes Fernanda Montenegro e Fernanda Torres, mãe e filha na vida real, e os casais Lázaro Ramos e Taís Araújo e Emilio Dantas e Fabíula Nascimento.

"A ideia surgiu da necessidade de inventar. Lembrei que têm vários atores que estavam quarentenados juntos por serem casados ou por serem família. É um jeito de enfrentar esse momento com mensagem positiva de histórias que falam desse momento triste, mas ao mesmo tempo com esperança", reforça o supervisor de texto da série, Jorge Furtado.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Celso Muniz (MDB)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #181 - Tiops de rins dos vertebrados
Rhaldney Santos entrevista Dr. Felipe Dubourcq, urologista
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Grupo Diario de Pernambuco