Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

CINEMA

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro divulga finalistas e Bacurau lidera indicações

Publicado em: 27/08/2020 11:28 | Atualizado em: 27/08/2020 12:10

Premiação será realizado dia 10 de outubro. (Foto: Divulgação)
Premiação será realizado dia 10 de outubro. (Foto: Divulgação)
 
A Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais divulgou, nesta quinta-feira (27), os finalistas do 19º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. A premiação será no dia 10 de outubro, com cerimônia transmitida pela TV Cultura. A abertura dos envelopes com os vencedores será ao vivo e o Troféu Grande Otelo será entregue diretamente na casa de cada um deles, depois da premiação. Entre os destaques desta edição está o pernambucano Bacurau, com um total de 15 indicações.
 
Os finalistas concorrem em 32 categorias e foram escolhidos em votação pelos sócios da Academia. Liderando em indicações está Bacurau, dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, seguido por A Vida Invisível, de Karim Aïnouz (14 indicações) e Simonal, de Leonardo Domingues (10 indicações). Na categoria de Melhor Longa-metragem Ficção também concorre o pernambucano Divino Amor, de Gabriel Mascaro. Já em Melhor Documentário, o longa Estou me Guardando para Quando o carnaval chegar, de Marcelo Gomes, representa a produção pernambucana na categoria.
 
A lista reúne um total de 200 profissionais indicados, 35 longas-metragens brasileiros e 10 longas estrangeiros. Ao todo, este ano também estão na disputa 15 curtas brasileiros. No ano em que o Grande Prêmio homenageia coletivamente a indústria audiovisual, foram inscritos mais de 1.300 profissionais nas diferentes categorias, 81 longas de ficção, 56 longas documentários, 64 curtas-metragens, 82 séries brasileiras, 37 longas-metragens internacionais, 14 longas ibero-americanos.
 
"Mesmo diante de tantas adversidades, estamos realizando o Grande Prêmio, e este ano vamos homenagear o trabalho dos milhares de profissionais que dedicam suas vidas a encantar as nossas vidas. Não foi fácil, mas o Grande Prêmio tinha que acontecer", diz Jorge Peregrino, presidente da Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais. O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro é votado por profissionais das mais diversas áreas do setor que são associados à Academia, entidade aberta a toda a classe.
 
Confira os indicados nas principais categorias: 
 
MELHOR LONGA-METRAGEM FICÇÃO
A Vida Invisível, de Karim Aïnouz. 
Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles.
Divino Amor, de Gabriel Mascaro.
Hebe – A Estrela Do Brasil, de Maurício Farias. 
Simonal, de Leonardo Domingues.
 
MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO
Alma Imoral, de Silvio Tendler. 
Amazônia Groove, de Bruno Murtinho. 
Bixa Travesty, de Claudia Priscilla e Kiko Goifman. 
Estou Me Guardando para Quando o Carnaval Chegar, de Marcelo Gomes.
O Barato de Iacanga, de Thiago Mattar. 
 
MELHOR DIREÇÃO
Daniel Rezende por Turma da Mônica – Laços
Flavia Castro por Deslembro
Gabriel Mascaro por Divino Amor
Karim Aïnouz por A Vida Invisível
Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles por Bacurau 
 
MELHOR ATRIZ
Andrea Beltrão como Hebe Camargo por Hebe – A Estrela do Brasil
Bárbara Colen como Tereza por Bacurau
Carol Duarte como Eurídice por A Vida Invisível
Dira Paes como Joana por Divino Amor
Julia Stockler como Guida por A Vida Invisível
 
MELHOR ATOR
Daniel de Oliveira como Stênio por Morto Não Fala
Fabrício Boliveira como Simonal por Simonal
Gregório Duvivier como Antenor por A Vida Invisível
Marco Nanini como Pedro por Greta
Silvero Pereira como Lunga por Bacurau
 
MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Beatriz Seigner por Los Silencios
Carolina Kotscho por Hebe – A Estrela do Brasil
Flavia Castro por Deslembro
Gabriel Mascaro, Rachel Ellis, Esdras Bezerra e Lucas Paraizo por Divino Amor
Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles por Bacurau
 
MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Armando Praça – Adaptado da Peça Teatral Greta Garbo, Quem Diria, Acabou no Irajá, De Fernando Melo – por Greta
L.G. Bayão, Lui Farias e Letícia Mey – Adaptado da Obra Minha Fama de Mau, de Erasmo Carlos – por Minha Fama De Mau
Marçal Aquino, Fernando Bonassi, Dennison Ramalho e Marcelo Starobinas – Adaptado do Livro Carcereiros, de Drauzio Varella – por Carcereiros - O Filme
Murilo Hauser, Karim Aïnouz E Inés Bortagaray – Baseado no Livro A Vida Invisível De Eurídice Gusmão, de Martha Batalha – por A Vida Invisível
Silvio Tendler E Nilton Bonder – Adaptado da Obra A Alma Imoral, de Nilton Bonder – por Alma Imoral
Thiago Dottori – Baseado Na Obra A Turma Da Mônica, De Mauricio De Sousa e Inspirado Na Graphic Novel Laços, De Victor Cafaggie e Lu Cafaggi – por Turma Da Mônica – Laços
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista advogada Rafaella Simonetti do Valle
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Brasil é vítima de desinformação sobre meio ambiente, diz Bolsonaro
Rhaldney Santos entrevista o empreendedor digital Harry Thorpe, criador da plataforma Miauu
Grupo Diario de Pernambuco