Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

CANTORA

Novo álbum de Taylor Swift, 'folklore', é retorno da cantora ao pop-folk

Publicado em: 24/07/2020 13:21

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução
A cantora Taylor Swift apresentou, na madrugada desta sexta-feira (24), folklore, o oitavo disco de estúdio da carreira. O álbum gravado durante o isolamento tem 16 faixas e marca o retorno da cantora ao estilo musical entre o pop e o country, traço marcante da fase mais aclamada da carreira da artista. Um clipe da faixa cardigan também foi apresentado.

O principal ponto do álbum foi o elemento surpresa. Taylor Swift revelou que faria um lançamento horas antes de apresentar folklore ao mundo. Esta é uma boa representação de que o disco, segundo a própria cantora postou nas redes sociais, não foi planejado. Taylor tinha o tempo livre devido a cancelamentos e adiamentos de shows e utilizou para compor e trabalhar no material novo. Se não fosse a pandemia, no tempo em que se debruçou no oitavo trabalho de estúdio, ela estaria, por exemplo, sendo atração principal do mega festival Glastonbury e faria duas apresentações no Allianz Parque em São Paulo.
 
Novo álbum traz raízes da cantora
 
O disco marca a saída momentânea da cantora das músicas coloridas e alto astral. Com violão, voz mais baixa, orquestração, melodias mais tristes, a artista se aproxima muito mais do trabalho feito no vencedor do Grammy de Melhor álbum 1989, do que nos recentes Lover e Reputation.

As canções são mais introspectivas e têm menos apelo radiofônico. Por vezes arranjos de violão se aproximam até de momentos mais distantes da carreira de Taylor Swift, lembrando o country e o pop-folk dos primeiros álbuns da cantora.

Em outros momentos, Taylor flerta com a música alternativa e o indie. O fato não é por acaso, a cantora juntou uma equipe de peso da cena não mainstream. Aaron Dessner, guitarrista do The National, é o principal dos nomes, tendo produzido ou coescrito 11 das 16 músicas presentes no álbum. O músico ainda chamou o irmão Bryan Dessner para trabalhar nos arranjos de orquestra.

Bon Iver, projeto musical de Justin Vernon, também é um nome alternativo que faz participação no disco. Ele assina e canta o dueto exile. Além dele, ainda há o parceiro da artista: Jack Antonoff -- produtor responsável por Lover e Melodrama, de Lorde -- que tem uma vasta carreira musical em bandas como Fun. e Bleachers.

Variando entre estilos próximos, o álbum apresenta a maturidade de uma mulher que tem quase 15 anos de carreira e uma prateleira repleta de prêmios importantes. O que poderia ser considerado apenas um retorno, ao que fez Taylor Swift uma das maiores estrelas da música internacional atualmente, é também uma demonstração de uma nova fase da artista, mais adulta e com influências mais diversas. A artista é capaz de fazer algo não tão mercadológico e ainda mais capaz de ter ideias repentinas que se tornam trabalhos complexos e de inegável qualidade.
 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
OMS alerta que talvez não haja solução para pandemia
Informação é a melhor arma contra o câncer de cabeça e pescoço
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #392 Sucessão ecológica
Rhaldney Santos entrevista o pré-candidato à prefeitura do Recife  Túlio Gadêlha
Grupo Diario de Pernambuco