Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Luto

Morre Pinto do Acordeon, cantor e compositor paraibano, aos 72 anos

Publicado em: 21/07/2020 13:29

 (Foto: Rafael Passos/Secom-JP)
Foto: Rafael Passos/Secom-JP

O cantor e compositor paraibano Pinto do Acordeon, nome artístico de Francisco Ferreira Lima, morreu na madrugada desta terça-feira (21), aos 72 anos. Ele lutava contra um câncer que atingiu sua bexiga e viajou até São Paulo para tratar a doença no Hospital Albert Einstein, onde veio a falecer. De acordo com Mô Lima, um dos filhos do artista, o corpo sairá do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. O velório deve ser realizado no cemitério Parque das Acácias, em João Pessoa, enquanto o enterro ocorrerá nesta quarta-feira (22) no município de Patos, onde ele foi alçado ao sucesso - esse era um pedido do próprio artista.

Francisco Ferreira Lima nasceu no município de Conceição, no Sertão da Paraíba, mas foi morar em Patos na década de 1960. Ele é autor de grandes sucessos, como Nenem Mulher, que alcançou sucesso nacional por ser tema da novela Tiêta, da TV Globo. Pinto se apresentava com o pernambucano Luiz Gonzaga, que o ajudou alçar sua popularidade na região. Ele gravou seu primeiro LP em 1976 e chegou a lançar em torno de vinte álbuns gravados em seu nome (entre CDs e LPs). Suas composições já foram gravadas por nomes como Dominguinhos, Genival Lacerda, Fagner e Elba Ramalho.

Pinto foi eleito vereador de João Pessoa, capital da Paraíba, para exercer o mandato entre os anos de 1993 e 1997. Em 2008, foi para o Festival de Montreux, Suíça, no qual se apresentou junto com outros artistas brasileiros, entre os quais Gilberto Gil, Elba Ramalho, Milton Nascimento, Chico César, Flávio José, Aleijadinho de Pombal e Trio Tamanduá. Em 2017, a escola de samba Império do Samba homenageou Pinto do Acordeon ao abordar sua história como tema do desfile e samba enredo. Em 2018, Pinto do Acordeon gravou música para campanha eleitoral do presidente Jair Bolsonaro. No ano passado, sua obra se tornou Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado da Paraíba.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Órfãos da pandemia: um retrato trágico da contaminação pelo novo coronavírus
Escolas particulares se antecipam e já organizam retorno das atividades mesmo sem data para retomada
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
É preciso tocar a vida e se safar deste problema, diz Bolsonaro sobre pandemia
Grupo Diario de Pernambuco