Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

CINEMA

Homem-Aranha 3 tem estreia adiada para dezembro de 2021

Publicado em: 24/07/2020 22:49

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
A situação global da pandemia afetou diretamente o campo da cultura, fazendo com que muitas trabalhos audiovisuais interrompessem as gravações. O amigo da vizinhança, Homem-Aranha, também teve o terceiro filme adiado. A previsão de lançamento era para 5 de novembro de 2021 e passou para 17 de dezembro do mesmo ano.

A sequência de Homem-Aranha: Longe de Casa tinha, inicialmente, a data de lançamento marcada para 16 de julho de 2021 nos Estados Unidos, mas foi adiado para o final do ano. No Brasil, que já foi previsto para outubro, ainda não tem uma nova data confirmada.

O ator Tom Holland começaria a gravar o terceiro filme agora, no meio de 2020, mas devido às condições atuais de isolamento e distanciamento social, o início ainda é incerto. O filme deve contar com cenas nas cidades que foram afetadas pela Covid-19, como, por exemplo, Atlanta, Nova York e Los Angeles.

Seguido de sucessos anteriores, o ator protagonista chegou ao papel em Homem-Aranha: De Volta ao Lar, de 2017, e fez ainda a sequência Homem-Aranha: Longe de Casa, de 2019. Entretanto, a primeira aparição foi em Capitão América: Guerra Civil, de 2016, lutando ao lado da equipe de Tony Stark (Robert Downey Jr.). 

O novo título do Aranha ainda não foi revelado. O filme será produzido por Kevin Feige e Amy Pascal. Os personagens Peter Parker (Tom Holland), Tia May (Marisa Tomei), Mary Jane (Zendaya Maree) e Ned Leeds (Jacob Batalon) são confirmados no filme. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Órfãos da pandemia: um retrato trágico da contaminação pelo novo coronavírus
Escolas particulares se antecipam e já organizam retorno das atividades mesmo sem data para retomada
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
É preciso tocar a vida e se safar deste problema, diz Bolsonaro sobre pandemia
Grupo Diario de Pernambuco