Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

LUTO

Autoridades, amigos e familiares lamentam morte da artista plástica Tereza Costa Rêgo

Publicado em: 26/07/2020 15:25 | Atualizado em: 26/07/2020 19:07

 (Foto: Annaclarice Almeida/Arquivo DP)
Foto: Annaclarice Almeida/Arquivo DP


"O cenário artístico e cultural de Pernambuco ficou menor com a morte de Tereza Costa Rêgo. É impossível dimensionar em palavras a importância da sua obra para o nosso Estado e para o Brasil", afirmou o governador Paulo Câmara em nota. O gestor lamenta a morte da artista plástica Tereza Costa Rêgo, que faleceu na manhã deste domingo (26). Para a neta da pintora, a jornalista Joana Rozowykwiat, a avó era "um acontecimento, uma força da natureza. Uma pessoa muito cheia de vida, uma cabeça muito jovem e inquieta". Confira as homenagens:


"A minha avó era um acontecimento, uma força da natureza. Uma pessoa muito cheia de vida, uma cabeça muito jovem e inquieta. E ninguém está preparado para que uma coisa assim acontecesse, mesmo ela tendo 91 anos. A minha avó Tata partiu hoje e fica a saudade do convívio e dessa voz coerente que ela sempre foi. Mas a pintora Tereza Costa Rêgo essa não acaba, continua. A grandeza de sua obra, sua contribuição para a arte, a cultura e os costumes de nosso país ficam para o mundo. Agora devemos trabalhar para que seu acervo seja preservado e que mais e mais pessoas tenham acesso a ele."
Joana Rozowykwiat, jornalista e neta de Tereza Costa Rêgo

"O cenário artístico e cultural de Pernambuco ficou menor com a morte de Tereza Costa Rêgo. É impossível dimensionar em palavras a importância da sua obra para o nosso Estado e para o Brasil. Paisagista, doutora em história, militante de esquerda, Tereza era, acima de tudo, uma artista plástica de corpo e alma, que traduzia com beleza e perfeição seus sentimentos nas telas, retratando ali o imaginário popular, nossas lutas libertárias, a força da mulher, paisagens de Olinda e Recife e tantas outras figuras da nossa cultura. Tereza, certa vez, afirmou que 'pintaria até não poder mais', e assim o fez. Sua partida fará uma imensa falta à arte brasileira. Quero me solidarizar com todos os seus familiares, amigos e admiradores neste momento de profundo pesar".
Paulo Câmara, governador de Pernambuco

"Irrecuperável a perda de Tereza Costa Rêgo, que nos deixou hoje. Artista de profunda sensibilidade, Tereza é um símbolo de resistência e liberdade e um grande exemplo da força da mulher recifense. No ano passado, a Prefeitura do Recife a homenageou na edição da agenda da Secretaria da Mulher, que a cada ano celebra uma grande mulher de nossa cidade. Feliz de poder ter deixado essa pequena homenagem ainda em vida à artista cuja força da obra não deixará morrer o legado. Quero mandar meus mais sinceros sentimentos à família e amigos."
Geraldo Julio, prefeito do Recife

"O prefeito de Olinda, Professor Lupércio, lamenta o falecimento da artista plástica Tereza Costa Rêgo, que com seu talento como artista e paisagista tão bem engrandeceu a cultura de Olinda, onde manteve seu famoso ateliê. Lupércio se solidariza com a família, amigos e admiradores por uma perda tão sentida. Tereza tornou-se um nome conhecido mundialmente e chegou a dirigir o Museu Regional, o Museu do Estado e o Museu do Mamulengo. e iniciou sua dedicação à pintura aos 15 anos. Durante grande parte da década 1970 viveu no Chile e França, onde obteve o grau de doutora em História, na Escola de Altos Estudos da tradicional faculdade de Sorbonne".

Professor Lupércio, prefeito de Olinda

"Hoje a artista plástica Tereza Costa Rêgo veio a falecer, entristecendo a cena cultural do nosso Estado. Não faz muito tempo, a Assembleia Legislativa celebrou a obra desta notável pernambucana. Ela recebeu a Medalha Leão do Norte, mérito cultural Gilberto Freyre, em novembro de 2019. Pernambuco agradece sua honrosa contribuição para a arte brasileira e se compadece, junto a seus familiares, amigos e admiradores pela perda. Em nome da Assembleia Legislativa de Pernambuco, estendemos nossas condolências".
Deputado Eriberto Medeiros, presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco

"Tereza Costa Rêgo foi uma mulher e uma artista que marcou a sua geração pela liberdade com que ela viveu e a criatividade com que exerceu a sua pintura”.
Ricardo Leitão, jornalista e presidente da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe)


"Tereza Costa Rêgo é a grande pintora da arte moderna feita em Pernambuco. Tem uma biografia tão grande e tão impressionante quanto a sua obra. Viu de fato o século 20 se constituir e se dissolver na sua frente, incorporando essas vivências na sua pintura. Tem em sua pintura a libertação, a autonomia da mulher e do patriarcado contra o qual ela se rebelou. Do ponto de vista pessoal, eu posso dizer que mais do que uma parceira, do que uma amiga maternal, eu perco uma das grandes referências da minha personalidade e da minha subjetividade. E tenho certeza que a humanidade fica imensamente mais pobre com a partida de Tereza".
Bruno Albertim, jornalista, crítico de arte e autor do livro Tereza Costa Rêgo, uma mulher em três tempos

"O Coletivo Tereza Costa Rêgo sente profundamente a partida para o céu dos artistas da nossa matrona, que dá nome ao nosso movimento. Mas temos certeza que hoje o céu estará em festa e mais bonito, pois chegará lá uma das maiores pintoras do Brasil. Uma mulher adiante do seu tempo, que é lume e guia para muitas mulheres, para a política, para a liberdade, e por um tempo justo e democrático. Estamos tristes pela sua partida. Mas sabemos que o caminho que ela deixa aqui na terra é tão grande, e já tem tantos seguidores e seguidoras, que nenhum rompimento de plano terreno irá nos tirar dos trilhos de luta deixados por Tereza."
Coletivo de Cultura Tereza Costa Rêgo

"Tereza Costa Rêgo foi uma grande artista plástica e uma grande figura humana. Sua relação especial com Olinda está refletida em suas obras. Pernambuco perde uma de suas maiores artistas. Minhas condolências à família".
Antônio Campos, presidente da Fundação Joaquim Nabuco

"Tereza vai viver eternamente na memória de todos que a conheceram. Não só pelo conjunto de sua obra, política por essência, mas também pelo exemplo de mulher que foi: bem posicionada em relação ao seu tempo, generosa, militante, apaixonada, intensa. Pudemos aproveitar de sua vivacidade e amor pela vida. Pernambuco e o mundo perdem uma das maiores pintoras do século 20. Ficamos com seu exemplo e sua obra, que eternizam o nome de Tereza por esta e pelas próximas gerações."
Marcelo Canuto, presidente da Fundação de Cultura de Pernambuco (Fundarpe)

"Tereza Costa Rego foi símbolo de uma geração de talentosos pintores pernambucanos. Simples, atenciosa e criativa em sua arte, marcou a vida pelo engajamento social e pela beleza das cores em seu ateliê de Olinda. A notícia de seu falecimento entristece seus admiradores, entre os quais me incluo. Renovo meu reconhecimento e amizade, ao tempo em que levo sentimentos de pesar aos familiares e amigos".
Jarbas Vasconcelos, senador

Saiba mais: Morre a artista plástica Tereza Costa Rêgo, aos 91 anos

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
OMS alerta que talvez não haja solução para pandemia
Informação é a melhor arma contra o câncer de cabeça e pescoço
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #392 Sucessão ecológica
Rhaldney Santos entrevista o pré-candidato à prefeitura do Recife  Túlio Gadêlha
Grupo Diario de Pernambuco