Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Pandemia

Fundaj lança plano de retomada para atividades presenciais

Publicado em: 15/06/2020 14:03 | Atualizado em: 15/06/2020 16:58

Casarão da Fundaj no bairro de Apipucos, na Zona Norte do Recife. (Foto: Leo Malafaia/Arquivo DP)
Casarão da Fundaj no bairro de Apipucos, na Zona Norte do Recife. (Foto: Leo Malafaia/Arquivo DP)

O Comitê de Gestão de Crise Coronavírus da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), criado pouco tempo depois da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado situação de pandemia, elaborou o Plano de Retomada das Atividades Presenciais para a instituição, dona de vários prédios no Recife. As medidas levam em consideração as medidas governamentais em execução atualmente no estado e começará a ser posto em prática nesta segunda-feira (15).

De acordo com a assessoria de imprensa da Fundaj, o Plano foi estabelecido tendo como base as deliberações dos órgãos oficiais de saúde. Sendo assim, pode ser atualizado a qualquer momento, dependendo da evolução do quadro epidêmico e de possíveis mudanças estabelecidas pelo poder público e por determinação da Presidência da Casa. Parte do grande público aguarda a volta de equipamentos como cinemas, museus e galerias, mas os órgãos competentes ainda não liberaram a abertura e o funcionamento desses espaços públicos.

Higienização
Tratando-se da limpeza, uma das medidas a serem tomadas é o reforço na higienização de todos os ambientes de trabalho, pela equipe de limpeza, antes do início do expediente. Isso, com periodicidade e atenção especial às áreas de maior circulação de pessoas. Também serão instalados dispensers de álcool em gel 70%, modelo totem, que são acionados pelos pés. Eles incentivarão e promoverão a higienização das mãos dos funcionários e público externo, ao entrarem pela entrada principal, pelos elevadores, entradas dos cinemas (Casa Forte e Derby), Museus e entradas dos departamentos. Outra medida é a instalação de tapetes sanitizantes, para higienizar os calçados, que são potenciais vetores de transmissão do vírus.

Cargas horárias
Desde a hora que entrarem até saírem da instituição, as pessoas precisarão usar, obrigatoriamente, as máscaras de proteção. E a entrada de qualquer pessoa na Fundaj, visitante ou funcionário, a pé ou de automóvel, só será permitida após aferição de temperatura por equipamento infravermelho. Em relação a rotina de trabalho, a carga horária será flexibilizada. O expediente presencial será de 9h às 13h e os atendimentos externos e internos serão feitos, prioritariamente, por meios eletrônicos (telefone e email). Além disso, será adotado o rodízio de pessoas nos departamentos, evitando aglomerações e respeitando o distanciamento mínimo de 1,5 metros. Os trabalhadores do grupo de risco deverão permanecer em teletrabalho ou dispensados de atividades presenciais até que a pandemia da Covid-19 esteja sob controle.

Monitoramento
Outra ação prevista no Plano, é o monitoramento de casos suspeito de contágio por coronavírus. A médica do trabalho e servidora da Casa, Drª Cecília Carvalho, permanecerá em teleatendimento até que se restabeleça as condições seguras para o atendimento presencial. Os casos suspeitos e/ou confirmados deverão ser informados imediatamente ao gestor responsável, que comunicará ao RH da Instituição para que sejam tomadas providências junto a Doutora. E o colaborador que convive com a pessoa que testou positivo, deverá informar à sua chefia imediata, para que seja dispensado do trabalho presencial, imediatamente. Os atendimentos social e psicológico aos servidores e colaboradores em situação de vulnerabilidade também serão garantidos pela Fundaj.

Cinemas, museus e galerias
Quando os órgãos competentes liberarem a abertura e o funcionamento dos espaços públicos, os museus, galerias, salas de exposição e cinemas serão reabertos, atendendo também, as recomendações e os limites técnicos e oficiais. O controle e a proteção dos visitantes e funcionários será "primordial", de acordo com a instituição. Nos museus, a visita de escolas será limitada ao número máximo de 10 alunos. Na Cinemateca, inicialmente, a abertura ao público será feita apenas três vezes por semana. Para todos, haverá a obrigatoriedade do uso de máscaras.

Nos cinemas, a lotação será de 50 pessoas por sessão (cerca de 30% da capacidade das salas), garantindo o distanciamento mínimo de 1,5m, exceto as pessoas que chegarem acompanhadas. Os espaços iniciarão com apenas duas sessões, de sexta a domingo, com intervalos de 30 minutos entre cada. Isso para uma melhor higienização do ambiente e abertura das portas e janelas para maior circulação do ar no ambiente. E já que o pagamento não é feito por cartões, enquanto durar a pandemia, os ingressos passarão a custar R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira), evitando a circulação de dinheiro para troco.

“Desde o início, nossa gestão tem agido com bastante cautela. Passamos pelas etapas do Plano de Fechamento da Fundaj e agora chegou a hora de iniciarmos essa volta. Retornaremos aos poucos. Prezamos pela saúde de nossos colaboradores e da população a qual também entramos em contato diariamente, portanto, temos ouvido nossa médica e todo o Conselho Diretor da instituição para que voltemos da forma mais segura possível”, assegurou o presidente da Fundaj Antônio Campos.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Músico vence limitações do distanciamento social oferecendo shows particulares por encomenda
Destaques da semana: caso Miguel, Decotelli fora do MEC e retorno do Campeonato Pernambucano vetado
Inscrições para o Vestibular 2020.2 da Unicap vão até 15 de julho
Um mês sem Miguel : tudo que fazia era por ele, diz Mirtes
Grupo Diario de Pernambuco