Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

CRÍTICA

Emma Watson rebate J.K Rowling: 'Pessoas trans são o que dizem ser'

Publicado em: 10/06/2020 19:30 | Atualizado em: 10/06/2020 19:37

Atriz interpretou a personagem Hermione Granger na saga cinematográfica Harry Potter (Foto: AFP/Getty Images)
Atriz interpretou a personagem Hermione Granger na saga cinematográfica Harry Potter (Foto: AFP/Getty Images)
A atriz Emma Watson, interprete da personagem Hermione Granger na saga cinematografica Harry Potter, utilizou as redes sociais para demonstrar seu apoio à comunidade transexual. "Pessoas trans são o que dizem ser e merecem viver suas vidas sem serem constantemente questionadas ou informadas de que não são quem dizem ser", escreveu a artista no Twitter.

"Quero que minhas seguidoras trans saibam que eu e tantas outras pessoas ao redor do mundo consideramos, respeitamos e amamos vocês por quem são", completou a atriz, em resposta à escritora J.K Rowling, autora dos livros da saga Harry Potter, que deram origem à franquia cinematográfica.

No último final de semana, J.K. Rowling foi acusada de fazer declarações consideras transfóbicas no Twitter. Na publicação, ela compartilhou uma artigo cujo título dizia "Opinião: Criando um mundo pós-COVID-19 mais igual para as pessoas que menstruam". Junto a isto, ela escreveu o seguinte questionamento: "Pessoas que menstruam. Tenho certeza de que existe uma palavra para essas pessoas. Alguém aí me ajude. Wumben? Wimpund? Woomud?", referindo-se à palavra "women", que significa "mulher" em inglês. 

Emma não foi a única intergrante do elenco de Harry Potter a se manifestar contra as declarações da escritora. Nessa terça-feira (9), o ator Daniel Radcliffe, que interpretou o jovem bruxo no cinema, afirmou que "mulheres trans são mulheres", em carta aberta publicada no site da associação LGTB The Trevor Project. "Qualquer declaração em contrário apaga a identidade e a dignidade das pessoas trans", acrescentou o artista.

O ator continou suas críticas à romancista. Embora J.K. Rowling "seja indubitavelmente responsável pelo curso que minha vida tomou, me sinto compelido como ser humano a dizer algo", afirmou o ator, abordando "todos aqueles que acham que isso estragou seu gosto por livros".
 
"Eu lamento profundamente", disse ele, pedindo que se lembrem do "quanto de bom há nessas histórias", como "o poder do amor" e da "diversidade", ou o fato de que "ideias dogmáticas de pureza levam à opressão de grupos vulneráveis".
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Músico vence limitações do distanciamento social oferecendo shows particulares por encomenda
Destaques da semana: caso Miguel, Decotelli fora do MEC e retorno do Campeonato Pernambucano vetado
Inscrições para o Vestibular 2020.2 da Unicap vão até 15 de julho
Um mês sem Miguel : tudo que fazia era por ele, diz Mirtes
Grupo Diario de Pernambuco