Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

POSICIONAMENTO

Beyonce endossa acusações contra a polícia pela morte de mulher negra

Por: AFP

Publicado em: 15/06/2020 16:06

 (Foto: Reprodução/YouTube)
Foto: Reprodução/YouTube
A estrela do pop Beyoncé fez um apaixonado chamado à justiça nesta segunda-feira (15) no caso de Breonna Taylor, uma mulher negra morta a tiros por policiais à paisana enquanto dormia em sua casa, exigindo que os envolvidos sejam acusados criminalmente. 

Em uma carta aberta, a cantora sinalizou que todo o pessoal envolvido na morte de 13 de março continuam com suas atividades normais no corpo policial de Louisville, Kentucky.

"Tem se passado três meses, e não foram realizadas prisões e não se despediu nenhum agente", escreveu Beyoncé ao promotor-geral do Estado, Daniel Cameron.

Os policiais diretamente envolvidos -Jonathan Mattingly, Myles Cosgrove e Brett Hankison- "devem prestar contas" à Justiça, afirmou. E nesse sentido, "chamo Cameron a usar o poder de seu escritório para fazer justiça para Breonna Taylor e demonstrar o valor da vida de uma mulher negra".

Além de cobrar acusações criminais contra os policiais, ela pediu a Cameron que conduzisse uma investigação transparente sobre o ocorrido, incluindo uma resposta ao Departamento de Polícia de Louisville sobre o assassinato.

Taylor, uma técnica de emergências médicas de 26 anos, estava dormindo na cama pouco depois da meia-noite, quando a polícia executou um mandado de busca e invadiu o apartamento dela à procura de dois suspeitos de traficar drogas.

O noivo de Taylor, Kenneth Walker, reagiu abrindo fogo contra os policiais, desencadeando uma troca de tiros que vitimou fatalmente Breonna. Beyonce pediu ao procurador-geral do Kentucky que não "deixe que este caso entre no padrão de inação após uma terrível tragédia".
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
01/07 Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Sarí é indiciada por abandono de incapaz com resultado morte
Opas prevê mais de 400 mil mortes na América Latina e Caribe
Nascimento de panda é motivo de comemoração em Taiwan
Grupo Diario de Pernambuco