Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Shows

The Pussycat Dolls se apresenta pela primeira vez no Brasil

Publicado em: 11/03/2020 11:56

 (Foto: Instagram/Reprodução)
Foto: Instagram/Reprodução
De volta aos palcos, o grupo The Pussycat Dolls vem ao Brasil pela primeira vez em junho. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (11), pelo portal Hugo Gloss. Ao todo, serão três apresentações da girlband: duas em São Paulo e uma em Minas Gerais. Os ingressos começam a ser vendidos em 17 de março, no site Tickets For Fun.

Os shows serão realizados em 13 de junho em São Paulo, no UnimedHall; em 16 de junho em Uberlândia, na Arena Sabiazinho; e em 18 de junho, na Arena Eurobike, em Ribeirão Preto. Segundo Hugo Gloss, os ingressos custam a partir de R$ 90 (meia-entrada). 

As apresentações fazem parte da Unfinished business, primeira turnê do grupo, após 10 anos de hiato. Os shows começam na Europa em abril. 
Ingressos

UnimedHall (SP)
Plateia Superior III: R$ 90 (meia-entrada) e R$ 180 (inteira); 
Plateia Superior II: R$ 110 (meia-entrada) e R$ 220 (inteira); 
Plateia Superior I: R$ 120 (meia-entrada) e R$ 240 (inteira); 
Pista: R$ 160 (meia-entrada) e R$ 320 (inteira); 
Camarote II: R$ 275 (meia-entrada) e R$ 550 (inteira);
Camarote I: R$ 295 (meia-entrada) e R$ 590 (inteira); 
Pista Premium: 295 (meia-entrada) e R$ 590 (inteira)

Arena Sabiazinho (MG)
Arquibancada: R$ 100 (meia-entrada) e R$ 200 (inteira); 
Pista Premium: R$ 150 (meia-entrada) e R$ 300 (inteira); 
Camarote Open Bar: R$ 400

Arena Eurobike (SP)
Arquibancada: R$ 100 (meia-entrada) e R$ 200 (inteira); 
Pista Premium: R$ 150 (meia-entrada) e R$ 300 (inteira); 
Camarote Open Bar: R$ 400
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Estados Unidos podem ser novo epicentro do vírus
Coronavírus em Pernambuco - resumo de 24/03/2020
Moda: aproveite o tempo em casa para desenvolver seu estilo pessoal
Chefe da ONU pede cessar-fogo imediato e global diante do avanço do coronavírus
Grupo Diario de Pernambuco