Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

BBB 20

Internautas apontam manipulação em prova do líder vencida por Prior e pedem revisão

Por: FolhaPress

Publicado em: 13/03/2020 14:06 | Atualizado em: 13/03/2020 14:37

 (Foto: Reprodução/Tv Globo)
Foto: Reprodução/Tv Globo
A vitória do brother Felipe Prior na prova do líder desta quinta-feira (12) no Big Brother Brasil 20 está sendo questionada na internet. Segundo internautas, na última etapa do desafio, quando restavam apenas Prior e Rafa Kalimann, a sister teria apertado o botão que levaria à sua vitória antes de seu adversário, apesar de seu monitor ter acusado o contrário. Não demorou para que a hashtag #ProvaManipulada chegasse aos assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta sexta-feira (13).

A prova do líder funcionou da seguinte forma: no gramado foram colocados dois antitranspirantes gigantes. Toda vez que ambos soltavam um spray, os brothers deveriam apertar botões na frente deles. O último a apertar de cada rodada ficava fora da disputa. O primeiro eliminado, assim como o penúltimo, iria direto para o paredão. Babu foi o primeiro,e chorou após deixar a prova. Na sequência, Gabi e Pyong foram eliminados porque apertaram o botão fora de hora.

Em outra rodada mostrada no programa de quinta, Daniel foi o eliminado. Em seguida, ainda na exibição ao vivo do BBB, Mari deixou a prova. Thelma foi a sexta eliminada, e Manu, a sétima. Marcela foi logo depois, seguida de Gizelly e Flayslane. Os últimos jatos de spray foram programados para 3h10 (Ivy foi 11ª eliminada) e apenas Rafa e Prior seguiram na disputa. Ele comemorou bastante a conquista da liderança e deu um longo abraço em Babu.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Estados Unidos podem ser novo epicentro do vírus
Coronavírus em Pernambuco - resumo de 24/03/2020
Moda: aproveite o tempo em casa para desenvolver seu estilo pessoal
Chefe da ONU pede cessar-fogo imediato e global diante do avanço do coronavírus
Grupo Diario de Pernambuco