Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Evento

Enquanto Eu Respirar, livro da escritora paulista Ana Michelle Soares, será lançado no Recife

Publicado em: 11/03/2020 15:57

 (O lançamento será na Livraria Jaqueira do Recife Antigo. Foto: reprodução Instagram)
O lançamento será na Livraria Jaqueira do Recife Antigo. Foto: reprodução Instagram
A jornalista, escritora e digital influencer paulista Ana Michelle Soares lança nesta quarta-feira (11), no Recife, o livro Enquanto Eu Respirar, durante edição especial do projeto Café Paliativo, projeto idealizado pela digital influencer Isabela Azevedo e pela médica Lilian Karine. O evento será na Livraria Jaqueira do Recife Antigo, a partir das 18h30.

Segundo Ana Mi, como é conhecida, as pessoas se vão, “mas não precisam sumir dentro de nós. Podem ser ressignificadas como memória, inspiração e legado”. Foi com essa força e objetivo que  a escritora, que é paciente de câncer de mama, escreveu o livro Enquanto Eu Respirar, uma obra que fala sobre como a medicina paliativa foi importante na sua história pessoal e de uma amiga, também diagnosticada com a doença (Renata), que já partiu. 

No evento, Ana Mi realizará uma apresentação sobre o livro, seguida de um debate e uma noite de autógrafos. Já a abertura ficará com Isabela Azevedo e Lilian Karine, falando sobre o Café Paliativo, além de Maria Paula, convidada da edição, que diariamente ressignifica o câncer de mama metastático. “Conheço Recife, mas agora será diferente. Além de participar do Café Paliativo e falar de um tema super importante, estarei ao lado de Maria Paula, uma personagem essencial no meu livro”, destacou Ana Mi.

Na avaliação da escritora, discutir publicamente sobre os cuidados paliativos é importante pois eles realmente fazem a diferença no tratamento das doenças sem cura. “Tem muita gente que se cura do câncer e continua com a alma absolutamente doente, então precisamos transcender o significado da cura”, explicou Ana.

Café Paliativo
O projeto surgiu com o objetivo de transformar e suavizar os caminhos dos processos de lidar com as doenças sem curas a partir da medicina paliativa. Os cuidados paliativos consistem em uma abordagem multi interdisciplinar que busca aliviar o sofrimento e a dor física e psicológica tanto do paciente, como da família, diante de uma doença que ameace a vida. É uma especialização médica que busca oferecer dignidade ao paciente, respeitando as suas limitações e, sobretudo, dando apoio para que o paciente e seus familiares possam lidar com todo o processo, inclusive com a morte, da forma mais saudável possível. Conhecida como uma assistência para doenças que não têm cura, o seu foco é cuidar da pessoa e não curar a doença.

Foi justamente a medicina paliativa que promoveu o encontro entre as idealizadoras do projeto, Isabela e Lilian, em 2016. O pai de Isabela, Gilberto, tinha câncer (descoberto em 2014) e Lilian foi a médica especialista que apresentou os cuidados paliativos para a família e guiou toda a assistência. Como é uma medicina voltada para o bem-estar do paciente, Isabela procurou resgatar uma simbologia familiar muito presente até hoje na vida profissional dela: a mesa posta. Ao levar esse hábito familiar de se reunir em torno da mesa, Isabela e a família tentaram ressignificar os momentos com ele, no hospital, realizando “semanários”, mesas com temas diferentes a cada semana. 

A partir da percepção do resultado saudável e positivo da prática, nasceu a ideia do projeto Café Paliativo. Entre espaços privados, como cafeterias e livrarias, e também locais públicos, como os hospitais, sempre levando um diálogo aberto, o Café Paliativo já chega em sua quinta edição. Como afirma Isabela: “Dividir informações para fazer o bem e confortar. Esse é o maior propósito do Café Paliativo.”

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Estados Unidos podem ser novo epicentro do vírus
Coronavírus em Pernambuco - resumo de 24/03/2020
Moda: aproveite o tempo em casa para desenvolver seu estilo pessoal
Chefe da ONU pede cessar-fogo imediato e global diante do avanço do coronavírus
Grupo Diario de Pernambuco