Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

MÚSICA

Em tempos de isolamento, artistas fazem shows através das redes sociais

Publicado em: 19/03/2020 13:22

A iniciativa tem cruzado as fronteiras e levado mais artistas aos palcos virtuais. (Foto: Murillo Alvesso/Divulgação, Caique Cunha/Divulgação, Bruno Trindade / Divulgação)
A iniciativa tem cruzado as fronteiras e levado mais artistas aos palcos virtuais. (Foto: Murillo Alvesso/Divulgação, Caique Cunha/Divulgação, Bruno Trindade / Divulgação)
“Para que mesmo à distância estejamos todos juntos”, diz o convite do festival virtual português #EuFicoEmCasa. O projeto, iniciado na última terça-feira, tem o objetivo sensibilizar a população para a urgência do isolamento social contra o novo coronavírus. De suas salas e quartos, estúdios caseiros ou palcos com plateias vazias, vestindo figurinos que podiam até ser pijamas, artistas portugueses se apresentam e são acompanhados por um público solitário do outro lado da tela. Contrariando toda a lógica do uso das redes sociais e, na tentativa de adaptação às mudança de hábitos, encontrou-se uma poética de solidariedade no meio da solidão e do caos. Em poucos dias, a página do Instagram @euficoemcasa atingiu mais de 240 mil seguidores. Da última terça até o próximo domingo, 78 artistas terão se apresentado por meia hora.

A iniciativa tem cruzado as fronteiras e levado mais artistas aos palcos virtuais. No Brasil, o #EuFicoEmCasaBrasil terá início na próxima terça e segue até o dia 27, das 14h às 22h30. Contará com 68 artistas, entre eles Maria Gadu, Adriana Calcanhotto, Lucas Silveira (Fresno), Valeska Popozuda, Paulo Miklos, Romero Ferro, Luedji Luna, Boogarins, Bule, Guma e Francisco El Hombre. A grade de horários será divulgada em breve. “Já estávamos discutindo em diversas redes o que viria daqui pra frente, o que poderíamos fazer para nos estimular e pensar em alternativas, então dar seguimento à ideia faz todo sentido. Em pouco tempo, o grupo ficou cheio de artistas e produtores e começamos a pensar no festival”, explica a produtora recifense Ana Garcia, responsável pelo Festival No Ar Coquetel Molotov e uma das pessoas à frente da versão brasileira do evento online.

O ócio aliviado pela música para uns é também um escape para produtores e artistas em meio aos cancelamentos e adiamentos de shows. De acordo com Ana Garcia, é importante traçar alternativas para continuar fomentando a cultura no estado. “É o momento de criar um sentido de esperança na nossa classe, que está desesperada sem show, sem casa de show, sem poder tocar e ganhar a sua vida”, desabafa.

Também inspirado na iniciativa portuguesa, o Festival Lá de Casa, produzido pela Casa de Abelha Cultural, oferecerá ao público do Instagram, de sexta a domingo, das 17h às 0h, transmissões ao vivo com mais de 40 artistas. A iniciativa reunirá shows de nomes como Anavitória e Gustavo Bertoni (Scalene). Os artistas se apresentarão durante 30 minutos diretamente de suas casas.

Seguindo o formato tradicional de festivais de música, o Música em Casa (@festivalmusicaemcasa), produzido pela Universal Music e GTS, será realizado a partir de sexta e seguirá até o dia 29. Terá apresentação de Sabrina Sato e shows de Sandy, Maneva, Michel Teló, Vitão, Atitude 67, Jão, Felipe Araújo, Melim, Di Ferrero, As Bahias e a Cozinha Mineira, Lauana Prado, Léo Santana, Luísa Sonza e mais 30 artistas.

LIVES
A cantora Roberta Sá fará shows ao vivo no Instagram hoje e amanhã, sempre às 20h. Também se apresenta hoje o guitarrista Kiko Dinucci. O artista subirá no palco da Casa de Francisca, em São Paulo, com uma plateia vazia. O show reúne o repertório do disco recém-lançado Rastilho e será transmitido ao vivo no Facebook.

O público infantil também poderá curtir o show do recifense Tio Bruninho em uma live no Instagram (@tiobruninhooficial) no sábado, às 16h. No projeto Quarentena Interativa, a dupla do Tapete Voador fará, a partir da próxima segunda, três sessões semanais de contação de histórias, nas segundas, quartas e sextas, sempre às 16h. A casa de orquestra Filarmônica de Berlim disponibilizou de graça pelos próximos dias seu acervo de centenas de apresentações gravadas no local.

Também se engajaram na causa artistas como Neil Young, Paula Fernandes, Tereza Cristina, Patti Smith, Chris Martin (Coldplay) e a banda norte-americana Dropkick Murphys, com apresentações repletas de usuários. No mesmo ritmo, o produtor cultural e DJ recifense Juniani Marzani decidiu, na última terça, transformar a tradicional Terça do Vinil em um evento remoto. Em uma transmissão ao vivo por meio do seu perfil no Instagram, o DJ apareceu atrás de uma mesa coberta por vinis, apresentando seu já conhecido set de brasilidades.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Estados Unidos podem ser novo epicentro do vírus
Coronavírus em Pernambuco - resumo de 24/03/2020
Moda: aproveite o tempo em casa para desenvolver seu estilo pessoal
Chefe da ONU pede cessar-fogo imediato e global diante do avanço do coronavírus
Grupo Diario de Pernambuco