Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

MÚSICA

Marcos e Belutti reúne inéditas e sucessos sertanejos dos anos 1990 em novo DVD

Por: FolhaPress

Publicado em: 04/11/2019 18:26

Junto a regravações de peso, Marcos e Belutti trazem também no novo DVD 12 canções inéditas, que incluem de parcerias inusitada. (Foto: Reprodução/Instagram)
Junto a regravações de peso, Marcos e Belutti trazem também no novo DVD 12 canções inéditas, que incluem de parcerias inusitada. (Foto: Reprodução/Instagram)
Chitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo, Rick e Renner. Esses são apenas alguns dos sertanejos que, certamente, já fizeram parte da playlist de quem cresceu nos anos 1990. Para Marcos e Belutti, inspirações, que ganham espaço agora em seu novo DVD, que começa a ter suas músicas liberadas nas plataformas digitais ainda neste mês. 

Batizado de "Cumpra-se", o trabalho foi gravado em outubro, com dez regravações, que incluem as canções "Coração Está em Pedaços", de Zezé di Camargo e Luciano; "Hoje eu Sei", de João Paulo e Daniel; e "Como eu Te Amo", de Bruno e Marrone, que devem ganhar algumas pequenas mudanças em seus arranjos originais, afirma Marcos. 

"Vários artistas sertanejos já fizeram CD ou DVD de modão, cantando músicas antigas. A nossa ideia não era fazer um trabalho misturado entre inéditas e modões, era gravar músicas da década de 1990 aos anos 2000, que a gente escutava. A gente consumiu esses artistas e hoje cantamos sertanejo porque um dia ouvimos eles."

Junto a essas regravações de peso, Marcos e Belutti trazem também no novo DVD 12 canções inéditas, que incluem de parcerias inusitadas, como a que a dupla mostrará com o funkeiro Gaab, 21, filho do ex-vocalista do grupo Os Travessos Rodriguinho, até a aguardada colaboração com Jorge e Mateus, amigos da dupla há tempos. 

A parceria já vinha sendo namorada desde 2010, afirma Marcos, mas demorou por conta das agendas. Nesse tempo, as duplas se encontravam em churrascos na casa de Jorge, e Marcos e Belutti arriscaram algumas palhinhas de músicas dos colegas em diversos shows. Agora, com uma mensagem de WhatsApp, tudo deu certo. 

A outra parceria será com a dupla Israel e Rodolfo, que Marcos afirma ter uma história muito parecida com a dele e de Belutti antes do lançamento de "Domingo de Manhã", em 2014. "Eles são uma dupla de muito sucesso, estouraram várias músicas, só não tiveram ainda aquele estouro nacional, a música do ano. Mas têm um público gigantesco." 

"Antes de 'Domingo de Manhã' nós tivemos vários sucessos, tivemos mais de dez músicas que fizeram muito sucesso no mercado e fazíamos show, mas Marcos e Belutti não era uma dupla nacional. Foi 'Domingo de Manhã' que nos tornou uma dupla nacional", avalia Marcos. 

E de lá pra cá, foram vários os trabalhos e os sucessos da dupla. Alguns esperados pelos artistas, como "Tão Feliz" e "Romântico Anônimo", mas outros uma surpresa, como "Aquele 1%". Segundo a dupla, isso é normal. Todo trabalho tem suas apostas desde o começo, assim como as surpresas que vão caindo no gosto dos fãs. 

"Aquele 1% foi a grande surpresa. Primeiro porque [Wesley] Safadão não era um artista nacional, ele era muito forte no Norte e Nordeste, mas fora ninguém nem sonhava quem era ele. Além disso, tinha uma música de outra dupla que seria lançada com a mesma temática, com o nome '99%', nós antecipamos e deu certo", revela Marcos. 

Com DVD já no forno, o músico faz sua aposta de sucesso do novo trabalho: a parceria com Jorge e Mateus. Apesar disso, mesmo sem os lançamentos novos no mercado, a dupla afirma que 2019 já é o melhor de sua carreira, iniciada há 11 anos. Em outubro, Marcos e Belutti ultrapassaram o números de shows do ano passado. 

"Existe a crise nacional, todo mundo sabe e ela ainda não passou. E quando tem uma crise, o supérfluo é o primeiro que as pessoas cortam, no caso os shows, mas a gente não tem do que reclamar. Estouramos em 2014 e tivemos anos maravilhosos, 2014, 2015, 2016. 'Domingo de Manhã', 'Aquele 1%', 'Romântico Anônimo', 'Eu Era'". 

"A gente leva o Marcos e Belutti como uma empresa, então temos tudo planilhado e 2019 foi o melhor ano da história", continua ele. "Em outubro, batemos todos os nossos recordes já, de todos os anos passados, não sei o que gerou isso, se são os anos de sucesso, o repertório, mas tivemos o melhor ano de nossas vidas."

Cumpra-se
Antes do anúncio de novo DVD, os fãs de Marcos e Belutti já viam nas redes sociais a hashtag #cumprase. Churrascos em casa, encontros de amigos e shows passaram a aparecer na conta de Belutti com a mensagem como um desejo de que se cumpram mais momentos bons, alegres.

A partir daí nasceu o nome do novo DVD: "Cumpra-se". Não foi uma jogada de marketing, diz Marcos, mas uma consequência. O jargão adotado por Belutti e depois copiado por muitos de seus fãs acabou sendo exatamente a mensagem que a dupla queria passar ao sentar e começar a discutir o novo projeto. 

"Cumpra-se poderia ser muita coisa, mas na verdade é um desejo de que cumpra-se um momento legal na sua vida. Por isso, a gente gravou ao ar livre, fazendo uma festa de fato. Por mais que tenha sido um DVD a galera estava bebendo, curtindo, festejando", conta ele sobre a gravação que aconteceram em São Paulo. 

Mas por que um DVD? Enquanto alguns artistas passam anos sem desenvolver um trabalho desse tipo, Marcos e Belutti preparam seu sétimo, apesar da "trabalheira e do custo caríssimo". "Mas é isso, o artista sertanejo gosta de fazer DVD, a gente gosta dessa loucura toda e o público consome mais hoje DVD do que CD."

CD mesmo já não está mais no radar da dupla. Marcos avalia que já virou um item supérfluo. O último de Marcos e Belutti, que teve venda relevante foi o "Tão Feliz", gravado em 2015, e que rendeu plantina dupla, por 150 mil cópias vendidas. "Já foi um milagre na época, agora então, o físico praticamente acabou", diz Marcos.

Os DVDs devem continuar sendo a aposta da dupla: "A gente fez esse [DVD] já de olho no próximo, não deve demorar muito", afirma o cantor. "Não que a gente esteja com a cabeça no próximo, a cabeça ainda está nesse, mas nosso olhar já está no próximo sim."
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Primeira Pessoa com Sam Nóbrega
O esforço de Guilherme e a rede de solidariedade que surgiu
Sobre Vidas: Natanael Ramos e Gil Sormany
Salão de Tóquio: Mitsubishi 2020
Grupo Diario de Pernambuco