Música Conheça Pretto Jamah, revelação do reggae pop pernambucano

Por: Samuel Calado - Redes Sociais e Site

Publicado em: 01/11/2019 22:44 Atualizado em: 01/11/2019 22:59

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A cena Reggae Pop, ou Good Vibes tem ganhado vida nos últimos anos em Pernambuco. Recentemente o Festival We Hoo, realizado no mês de outubro, trouxe vários artistas nacionais que levantam esta bandeira, como por exemplo o grupo Natiruts, Maneva e o cantor Vitor kley. Com uma sonoridade leve e inspirada nas raízes do reggae, o artista pernambucano Pretto Jamah tem se mostrado como uma das fortes expressões da nova cena musical pernambucana. O cantor está em carreira solo desde o início do segundo semestre e traz um álbum especial com repertório autoral. 

Acássio Jamaica, o Preto Jamah, nasceu no município do Paulista e começou a sua carreira aos doze anos de idade. Com raízes na religiosidade e na sonoridade das bandas marciais, ele cresceu envolvido com as notas e tons rebuscados do clássico e do popular. Transitou entre os instrumentos de sopro, de corda e também os de percussão. Foi através destas experiências que o rapaz viajou o nordeste e pode conhecer outros estilos musicais até se sentir pronto e decidir caminhar só. “A minha perspectiva enquanto profissional é trabalhar o sentimento da música, onde eu possa compor, a fazer e executar. A música funciona com sentimento para mim. A letra vem surgindo. Para eu me encontrar como compositor de fato, busquei entender o público. Quando eu me encontrei com essa história de músicas autorais, foi um casamento perfeito”, conta. 
 
O single Jardim em Flores foi um projeto criado em duas semanas. Ele veio como uma forma de lançamento da carreira solo. Trata-se de uma música autoral com composição, letra do próprio artista e o arranjo dele também com participação de Júnior Joel. “Eu sempre fui compositor e multiinstrumentista. Eu não conseguia achar onde aplicar as minhas canções. Os movimentos locais são bem popularizados na questão de letra e as minhas músicas falam muito de amor. Eu percebi que a cena do reggae está crescendo no Brasil e é um caminho que eu vi para seguir. Está chegando muito aqui na capital pernambucana. O reggae agrega bastante, principalmente para expressar os sentimentos em forma de canção. Foi justamente neste momento que eu estava para me lançar em carreira solo. 


Assista ao clipe 
 
 

Outro single intitulado “Gabriela”, será lançado juntamente neste mês, juntamente com o clipe. A cação fala sobre uma mulher negra pernambucana de periferia. 

Neste domingo (03), o cantor se apresenta no projeto #Vamosabraçaromar, onde subirá no palco do Pólo Muganga. Já na terça-feira, estará no Pátio de São Pedro, centro do Recife, para se apresentar na Terça Negra especial do Mês da Consciência Negra, às 21h.  



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas