Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Famosos

Simone e Simaria viram nome de raposas no Zoológico de São Paulo

Por: FolhaPress

Publicado em: 29/10/2019 18:49

Segundo a assessoria do zoológico, um dos motivos da homenagem se deve ao fato de a dupla ter uma forte ligação com a região central do país, especialmente Goiás, berço do sertanejo (Foto: Instagram/Reprodução)
Segundo a assessoria do zoológico, um dos motivos da homenagem se deve ao fato de a dupla ter uma forte ligação com a região central do país, especialmente Goiás, berço do sertanejo (Foto: Instagram/Reprodução)
O Zoológico de São Paulo batizou duas raposas com os nomes Simone e Simaria em homenagem à dupla sertaneja. A reportagem exibida pelo SPTV 1, da Globo, nesta terça-feira (29), mostrou a história dos animais que foram resgatados e agora começam um nova história no local. Foram os técnicos do setor de mamíferos que resolveram dar o nome das irmãs para as raposas.

Segundo a assessoria do zoológico, um dos motivos da homenagem se deve ao fato de a dupla ter uma forte ligação com a região central do país, especialmente Goiás, berço do sertanejo. E essa espécie do animal, chamada de raposa-do-campo, é comum nesta área."Estamos muito felizes com a chegada das raposinhas, e que a galera resolveu homenageá-las como Simone e Simaria. Gente, mas estamos muito chiques! Logo estarei aí com os meus filhos para conhecer as lindas raposinhas", disse Simaria ao telejornal.

HISTÓRIA

Não há parentesco entre as duas raposas, porém, ambas compartilham da mesma realidade de terem sido vítimas de desequilíbrios ambientais decorrentes de ações humanas. Uma delas foi entregue ao Cempas (Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens), da Unesp de Botucatu, em novembro de 2018, por uma família do município de Americana (a 127 km de São Paulo), que a estava criando como um cão doméstico.

A outra fêmea foi encontrada ainda filhote e sozinha, em uma empresa localizada na cidade de Avaré (a 267 km de São Paulo) e também foi encaminhada ao Cempas em outubro de 2018 pelo Corpo de Bombeiros.

Desnutridas, as duas fêmeas chegaram ao Zoológico de São Paulo em 18 de julho de 2019 e permaneceram por meses em observação para avaliação clínica e comportamental. Na segunda-feira (28), elas foram apresentadas aos visitantes pela primeira vez.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Primeira Pessoa com Sam Nóbrega
O esforço de Guilherme e a rede de solidariedade que surgiu
Sobre Vidas: Natanael Ramos e Gil Sormany
Salão de Tóquio: Mitsubishi 2020
Grupo Diario de Pernambuco