US$ 12 milhões Robert De Niro é acusado de discriminação de gênero

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 04/10/2019 15:05 Atualizado em:

Foto: Arquivo / AFP
Foto: Arquivo / AFP
 Estrela dos filmes "Coringa" e "O Irlandês", Robert De Niro, 76, ganhou mais um motivo para estar sob os holofotes nesta quinta (3).
 
Segundo a revista americana The Hollywood Reporter, o ator é alvo de um processo de US$ 12 milhões (cerca de R$ 49,2 milhões), movido por uma ex-funcionária, a assistente executiva Graham Chase Robinson.
 
Ela o acusa de discriminação de gênero e de criar um ambiente abusivo para as mulheres que trabalhavam com ele. Além de ofendê-la e de pedir que fizesse tarefas de natureza doméstica, De Niro pagava a ela um salário menor que o recebido por funcionários homens e mantinha 
contato físico indesejado.
 
Em agosto, a empresa do ator, a Canal Productions, processou Robinson em US$ 6 milhões (cerca de R$ 24,6 milhões) sob a acusação de que ela usava seu cartão corporativo de forma abusiva e de assistir à série "Friends" durante seu horário de trabalho.
 
A ação agora movida por Robinson nega as afirmações e diz que elas foram feitas como forma de retaliação, já que, após pedir demissão em abril, a ex-funcionária teria informado a empresa de sua intenção de ir à Justiça contra De Niro.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas