competição Iza emplaca três candidatos na final do reality The Voice e quer evitar quinto título de Teló

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 03/10/2019 09:22 Atualizado em:

Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo
O reality musical The Voice Brasil chega ao fim na noite desta quinta-feira (3), na Globo, e promete empolgar com a disputa do título entre os candidatos Lúcia Muniz, do time de Lulu Santos, Willian Kessley (Ivete), Tony Gordon (Michel Teló) e Ana Ruth (Iza). Quem elegerá o campeão será o público por meio de votação na internet.

Porém, um duelo particular entre os técnicos Michel Teló, 38, e Iza, 29, deve chamar mais a atenção dos telespectadores, já que seus pupilos, Tony Gordon e Ana Ruth, são considerados os grandes favoritos ao troféu. É a chance de a cantora carioca evitar o quinto título seguido do sertanejo na competição.

"Desbancar o Teló? Ah, isso só o público poderá dizer. Ele vem de um tetracampeonato, eu estou chegando agora. Mas por que não? Minha candidata é forte e tem pinta de ganhadora (risos)", diverte-se Iza.

No histórico do The Voice Brasil, Teló treinou os candidatos vencedores das últimas quatro edições (2015 a 2018). Lulu Santos foi o técnico vitorioso em 2014, e Claudia Leitte e Carlinhos Brown, ambos agora fora da equipe, têm um triunfo cada, em 2012 (Brown) e em 2013 (Claudia).
 
Em seu primeiro The Voice, Iza também já tem uma marca interessante e rara, como explica o apresentador Tiago Leifert. "Eu gostaria de chamar a atenção para o fato de que três dos finalistas (Ana Ruth, Willian Kessley e Tony Gordon) eram, originalmente, do Time Iza. Então a gente tem que respeitar e enaltecer o que ela fez na primeira temporada dela, já emplacando três pessoas na final. Acho que a Iza merece muitos elogios", opina o comandante.

Leifert aproveita para fazer um balanço da oitava temporada. "Se comparar a postura dos participantes saindo do programa na primeira temporada e hoje, é muito diferente. Na primeira, eles falavam: 'poxa, saí. E agora, o que vou fazer da minha vida?'. A partir da segunda, eles viram que vir ao programa e cantar um minuto e meio vale demais. Já chegam com um foco muito mais claro", avalia o apresentador, que diz não ter favoritos.

A 8ª temporada de The Voice Brasil termina nesta quinta (3) com registro positivo de ibope. Até a data da semifinal (1º), o programa somou média de 25 pontos de audiência na Grande SP, superando as últimas cinco temporadas. Cada ponto equivale a cerca de 72 mil domicílios.

Para a estreante Iza, , que substituiu Carlinhos Brown, em maio, foi um mix de emoções. "O frio na barriga foi inevitável, mas todos os meus colegas, os técnicos, o Tiago, a Jeniffer Nascimento, me deixaram tão confortável que tudo ficou mais fácil. Eu não tenho nem palavras para explicar o que sinto com tudo o que tem acontecido comigo", comemora. 

Para ela, Ana Ruth, sua candidata no embate desta noite, é merecedora do título, mas o páreo será duro. "A gente tem várias vozes incríveis no time, mas sempre tem aquele que toca o coração. E a Ana desde o início sempre tocou muito o meu coração e me deixou emocionada. Eu nunca consegui esconder a admiração que eu tenho por ela. É a cara do Brasil", completa Iza.

O envolvimento é tanto, que Iza fala até em gravar com alguns dos candidatos que passaram pelo reality. "A gente sempre se envolve, não tem como", afirma ela, que, neste ano, também apresentou o Música Boa Ao Vivo, no Multishow, foi convidada para ser a voz da leoa Nala na dublagem do filme "O Rei Leão", cantou no Rock in Rio ao lado de Alcione e foi eleita rainha de bateria da Imperatriz Leopoldinense.

"Tudo o que tem acontecido só me dá mais ânimo para trabalhar, criar novas coisas, novos projetos. Quero viver de música para sempre", celebra a carioca.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas