Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Moda

Harry Styles congela roupas e as guarda dentro de cofre fiscalizado 24 h por dia

Publicado em: 22/10/2019 22:06

O estilista disse que, desde a primeira turnê internacional do jovem artista, ele criou de 14 a 15 looks para que Styles ele usasse (Foto: Instagram/Reprodução. )
O estilista disse que, desde a primeira turnê internacional do jovem artista, ele criou de 14 a 15 looks para que Styles ele usasse (Foto: Instagram/Reprodução. )
Que o cantor, compositor e ator inglês Harry Styles, 25, é estiloso, não há como negar. Porém, a curiosidade é o local onde ele guarda suas roupas: dentro de um cofre em Londres.

A revelação foi feita pelo próprio estilista do músico, Harris Reed, à revista britânica GQ. De acordo com ele, as peças são literalmente guardadas a sete chaves pelo artista.

"É basicamente como uma geladeira gigante, um cofre congelado, em algum lugar de Londres. Mas as roupas têm vigilância 24 horas e é possível ver por meio de um iPad. Todas as roupas foram congeladas com criogenia a tempo de preservá-las", disse.

O estilista disse que, desde a primeira turnê internacional do jovem artista, ele criou de 14 a 15 looks para que Harry Styles ele usasse. "Mas ele usou seis ou sete e eu me perguntava onde estavam os outros modelos: 'Não se preocupe, eles estão todos sob vigilância', ele dizia. Eu achei muito chique", revelou.

Recentemente, Styles lançou a canção "Lights Up" junto com videoclipe. O lançamento ocorre dois anos depois de seu primeiro álbum solo. 

Apesar de gostar de bons modelos de roupa, Styles passa grande parte do clipe sem camisa, cercado por várias pessoas no que parece ser uma festa. Em outra cena, o cantor aparece dentro da água com um terno Gucci, especialmente customizado para ele. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Primeira Pessoa com Sam Nóbrega
O esforço de Guilherme e a rede de solidariedade que surgiu
Sobre Vidas: Natanael Ramos e Gil Sormany
Salão de Tóquio: Mitsubishi 2020
Grupo Diario de Pernambuco